segunda-feira, 10 de abril de 2017

Vila retira o recurso e aceita vice campeonato

Por Israel Ávila 


A União da Vila do IAPI após entrar com recurso na LIESPA contestando o resultado do carnaval e nota de dois dos jurados que não visualizaram uma ala que estava no desfile voltou atrás e reconhece o vice campeonato. A escola emitiu nota a LIESPA e parabeniza a campeã Imperadores do Samba.
Segundo o presidente Jorge Sodré muitas pessoas estão querendo usar deste momento pra destorcer o caso e manchar a imagem da escola, o que ele não acha correto em um momento em que o carnaval deve se unir.
Veja o documento e leia o texto:
AO POVO DO CARNAVAL DE PORTO ALEGRE
Em 2017, a Associação Recreativa e Carnavalesca União da Vila do IAPI realizou, mais uma vez, um desfile digno de campeã. Saímos da avenida confiantes de que alcançaríamos o sonho de conquistar o título maior do Carnaval de Porto Alegre.
Infelizmente, mesmo conquistando a nota máxima em seis dos oitos quesitos de disputa, faltou um décimo para que o nosso sonho se tornasse a justa realidade.
Com a divulgação da justificativas das notas dos julgadores, nossa frustração, que já era grande, se transformou em um imenso sentimento de injustiça, pois alguns destes julgadores apontaram como erro do nosso desfile a ausência de uma ala que estava presente na avenida.
Por conta disso, ingressamos com um recurso na Liespa para que as notas injustas destes julgadores fossem revistas, o que resultaria na homologação da União da Vila do IAPI como campeã do Carnaval 2017, ao lado dos Imperadores do Samba.
Porém, por entender que os equívocos - mesmo graves - são de julgamento e não administrativos; e por ter a certeza de que o momento do Carnaval de Porto Alegre exige serenidade e união, a União da Vila do IAPI retira o recurso apresentado anteriormente, aceita o vice-campeonato e parabeniza, mais uma vez, Imperadores do Samba pela sua conquista.
Tal decisão não exime de culpa os julgadores que, por profunda incapacidade técnica, tiraram o sonho da nossa comunidade. Porém, confiamos que nenhum deles agiu de má-fé, tampouco foram induzidos por erro pelo organograma fornecido pela organização do Carnaval, como ocorrido recentemente no Rio de Janeiro.
Seguiremos trabalhando arduamente para reparar, na avenida, a injustiça de 2017. Continuaremos modernizando nossa gestão, que buscou o financiamento privado do desfile muito antes da Prefeitura anunciar que não aportaria qualquer recurso para as escolas de samba.
A convicção de que fomos, sim, injustiçados, não nos torna presunçosos. Mesmo que tenhamos feito um desfile de campeão, buscaremos a excelência, corrigindo pequenos erros que possam ter nos tirado o campeonato, além do despreparo de alguns julgadores.
E seguiremos nossa luta em nome do Carnaval de Porto Alegre, forjado na superação, na soma das forças, na solidariedade entre as entidades carnavalescas e no amor inabalável de nossa gente pela cultura popular.
2018 já começou.
Jorge Sodré 
Presidente A.R.C UNIÃO DA VILA DO IAPI