quarta-feira, 8 de março de 2017

"Reciclar pra construir!" - diz Luciano Maia da Imperadores do Samba


Israel Ávila

No inicio da noite da última terça feira (07) o Setor 1 visitou o barracão de sete, das 8 escolas de samba do Grupo Especial de Porto Alegre, e trará pra você uma série especial falando do trabalho na “Fabrica dos Sonhos” de cada escola de samba da série ouro do nosso carnaval.

O primeiro barracão que visitamos foi o de Imperadores do Samba. Ao chegar, uma componente de ala vestia seu modelo de fantasia acompanhada pelo carnavalesco Luciano Maia que ajustava os últimos detalhes pessoalmente. Após um carnaval fora de Imperadores do Samba, quando foi para a União da Vila do IAPI, Luciano retorna a “sua casa” em um carnaval totalmente atípico, onde a palavra reciclar está sendo a mais usada.

Segundo Luciano para construir o enredo “Sou Resistência e Não me Kahlo. Frida, Sou México em Flores, Cores e Amores: Diva entre Imperadores” ele está contando com a ajuda de 20 profissionais que trabalham diariamente no barracão mais o voluntariado da escola.

No barracão o que se vê é uma alegoria em fase de término da decoração e outros três com estruturas prontas, por decorar. Luciano gerencia o carnaval da escola com uma comissão formada por 4 pessoas. Para ele, o carnaval da Imperadores está 70% pronto e avançado entre as fantasias e alegorias.

“Meu retorno para a Imperadores com certeza aconteceria, só não achei que fosse tão rápido! Existe uma intranquilidade quanto ao carnaval deste ano ser tão difícil. Uma batalha sem verba e sem patrocínio, fazendo carnaval olhando pro chão e tentando arrumar soluções pra tudo somente com o que se tem. A gente termina o carnaval se prometendo não passar por determinadas situações, mas acabamos passando novamente... o que é bom, pois nos fortalece!” – Diz Luciano.