quarta-feira, 8 de março de 2017

Novidades sobre o carnaval de Porto Alegre

Foto: Gaúcha no Carnaval

Por Israel Ávila 


Na tarde desta terça-feira (07) a LIESPA – Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre, realizou uma coletiva de imprensa com a presença de grande número de jornalistas, fotógrafos, radialistas e comunicadores em geral, todos famintos por informações oficiais referente ao carnaval de Porto Alegre que ocorrerá nas noites do dia 24 e 25 de Março.

O Setor 1 esteve presente e passará em tópicos todas as informações repassadas pelo presidente da Liespa Juarez Gutierres de Souza, a presidente da UECEGAPA Arlindo Baia, com a presença do diretor geral da BAND, emissora que fará a transmissão oficial do carnaval da capital.

Muamba e lavagem da pista

Uma data que inicialmente não estava prevista era a do ensaio técnico (muamba) das escolas de Samba do Grupo Ouro (Especial). Ela se realizará no dia 22 de Março, quarta feira. Na ocasião, além do desfile das 8 escolas pertencentes ao grupo, haverá a lavagem da pista feita por Yalorixás, Babalorixás e pelas baianas das escolas de samba, acompanhados por projetos voltados ao carnaval. Haverá cobrança de ingresso no valor de R$ 5,00 para quem quiser assistir ao ensaio.

Da infraestrutura

Já é do conhecimento da comunidade carnavalesca que a Impacto Vento Norte em parceria com a Liespa fará a montagem do que se diz respeito à infraestrutura, luz e som da avenida, porem com algumas adequações para se adaptar a realizado do momento do carnaval, sem grandes recursos. Ao todo serão cerca de 10 mil lugares entre arquibancadas e camarotes.

Frisas e camarotes

Neste ano a venda de frisas e camarotes deixa de ser feitos por meio de leilão e passa a ter preços fixos, que serão divulgados oficialmente nos próximos dias, embora na coletiva o presidente da Liespa tenha deixado uma estimativa de valores que devem ser cobrados pelos espaços.

Serão 64 frisas para 8 pessoas com preço que deve ficar na casa dos R$1000,00. Já os camarotes terão dois tipos, os tradicionais que serão cerca de 20 com capacidade para 15 pessoas e devem custar um valor próximo a R$ 4.000,00 e 42 camarotes populares, com estrutura diferente, também para 15 pessoas e devem custar entre 2 e 3 mil reais.

Lembrando que os valores são estimados e devem ter confirmação nos próximos dias. A comercialização inicia na próxima segunda (13), na sede da Liespa, no horário que vai das 15 ás 20 horas.

Ingressos

Neste ano haverá uma facilidade para quem quiser comprar seus ingressos. Além de estarem disponíveis na sede da Liespa, eles serão comercializados em uma rede de farmácias que será divulgada ainda esta semana pela liga. Isso facilita a comercialização, uma vez que poderá ser comprado até fora da capital. Os valores são: R$ 5,00 para ensaio técnico, R$ 10,00 para o desfile do Grupo Prata e R$ 20,00 para o desfile do Grupo Ouro.

Presidente da UECEGAPA e LIESPA - Foto: Gaúcha no Carnaval 

Como ficam os grupos em 2018

Oficializou-se a licença do Grupo Bronze do carnaval da capital para preservar as escolas menores neste momento atípico que vive o carnaval. O acordo foi votado pelos próprios presidentes e oficializado na semana passada. Com isso, o grupo Bronze volta ao carnaval em 2018 sem nenhuma alteração.

Referente ao ascenso e ao descenso das escolas de samba dos grupos que irão desfilar e concorrer, o presidente da Liespa Juarez Gutierres de Souza afirmou que até o presente momento não houve mudanças no regulamento, mas que se for preciso, devido ao momento delicado, usará do direito de alterar este fator em até 72 horas antes do desfile, ou seja, não há uma definição quanto a isso, devido a não saber se o repasse para as escolas de samba serão feito da forma integral. A expressão usada por Juarez foi: “Não cortaremos na própria carne, se for preciso alterar o regulamento, vamos fazer...”

Sobre a possível ascensão da Protegidos da Princesa Isabel para uma vaga deixada pela Unidos do Capão no Grupo Prata, os presidentes da UECEGAPA e LIESPA dizem que nada foi oficializado por nenhuma das escolas, e que sabem “apenas de boca” a intenção da Unidos do Capão de se licenciar, mas que precisam receber isso documentado para, ai sim, decidirem qual será o procedimento tomado pelos órgãos gestores do carnaval. Ambos deixaram claro que uma possível ascensão neste momento não é viável.

Jurados

Segundo o presidente da Liga, está sendo avaliada a proposta de cinco grupos de jurados para que julguem o carnaval da capital, mas nada está definido até o presente momento. Dentre os grupos estariam 2 de Rio de Janeiro e um que mescla pessoas de todo o país.