quinta-feira, 30 de março de 2017

Nasce uma nova LIGA no carnaval

Texto de responsabilidade da entidade. 

MANIFESTO SOBRE O CARNAVAL DE PORTO ALEGRE

Neste dia 30 de março de 2017, estamos nos apresentando formalmente à sociedade como uma alternativa organizacional e agregadora das entidades que constroem e valorizam a Cultura Popular.
Por que criamos este espaço de debates livres e solidários? Para suprir as lacunas existentes em nosso meio, e que são muitas, para exercermos a verdadeira solidariedade entre os que se dedicam e amam o carnaval. Para resgatar os cidadãos e cidadãs que se distanciaram de nosso meio por conta de todas as mazelas, que aqui não cabem ser enumeradas.

Quando e por que foi criada a LIERGS?

A LIERGS foi criada em maio de 2015, quando já haviam se esgotado todas as possibilidades de qualquer avanço ou crescimento de nossas entidades e de nossos desfiles, que são emperrados pela forma arcaica, atrasada e retrógrada como se organizam nossas atuais representantes materes. Nasce de uma dissidência da UECGAPA, que é insuficiente para a defesa dos interesses do povo carnavalesco e das próprias entidades.

No dia 19 de maio de 2015 realizamos uma assembléia livre e soberana, que deliberou unanimemente pela fundação desta NOVA LIGA.

A LIERGS optou pela mais avançada forma organizativa que se tem notícia. Nós abolimos a ultrapassada figura do presidencialismo, do presidente que decide de sua própria cabeça, que erra sem podermos cobrar de imediato, que se porta como o dono do Carnaval. Aos nossos parceiros nunca deram a oportunidade de praticar a verdadeira democracia, por isso se submetem a esses seres intocáveis.

A LIERGS tem uma diretoria colegiada, onde todas as entidades têm representação, sendo que as decisões são coletivas, assim como as responsabilidades pelas escolhas que fazem seus dirigentes e seu corpo associativo. Nossas reuniões são abertas, sendo todos portadores de direitos e deveres.
Por que a LIERGS somente vem a público neste momento?

Em primeiro lugar, vimos a público pela nossa compreensão de que devemos dar nossa contribuição para o carnaval, nossa paixão. Em segundo lugar, e principalmente, porque tínhamos que aguardar os 02 anos de carência exigidos por lei, para que pudessemos apresentar qualquer projeto cultural para financiamento através das leis ROUANET e LIC e para conveniamentos de todas as naturezas com o poder constituído. Mas, em especial, para maturarmos nossos projetos.

O que pretendemos e o que estamos fazendo?

Pretendemos resgatar nossos valores mais preciosos, queremos honrar a memória e a construção deixada por nossos antecessores e nossos ancestrais.

Pretendemos a posse definitiva de nossas quadras, com a devida revitalização, e quadras para nossas entidades sem teto.

Pretendemos construir, junto com todo nosso povo e com todas entidades, o tão sonhado Sambódromo.

Pretendemos invadir os orçamentos participativos e buscar recursos e projetos estatais que beneficiem nossa Cultura Popular.

Pretendemos invadir a Câmara de Vereadores e exigir no Novo Plano Diretor a Titulação das nossas quadras, espaços livres para a construção de quadras para nossas entidades, que há muitos anos foram abandonadas.

Pretendemos conquistar uma rubrica específica denominada Carnaval – Cultura do Povo no orçamento do município para 2018.

Estamos buscando todos os espaços de mídia possíveis para divulgarmos nosso carnaval, para mostrar aos que não conhecem todo valor e riqueza cultural que expressamos em nossos desfiles, em nossos enredos e em nossos sambas de enredo.

Estamos buscando um contrato, pois fomos procurados para tal, com uma famosa produtora, que pretende ser nossa colaboradora.

Temos uma assessoria jurídica especializada em nossa área, para todas nossas entidades filiadas, e um competente contador para cuidar de nossas contas.

Temos uma direção de Marketing reconhecida e competente.

Temos um corpo de associados sério e comprometido com todos nossos projetos e com a nossa razão de existir, nossa CULTURA POPULAR CARNAVAL. Escola de Samba é QUILOMBO URBANO MODERNO.

                                                                                 Porto Alegre, 30 de março de 2017.

                                                                                                TODOS DA LIERGS