domingo, 26 de fevereiro de 2017

Protegidos de olho em vaga na Série Prata


Por Israel Ávila 


Mesmo com a notícia de que o Grupo Bronze possivelmente não mais desfilará em 2017 a Protegidos da Princesa Isabel segue com os seus trabalhos para o desfile deste ano, com novidades e uma possível “carta na manga”, para desfilar em Porto Alegre.

A entidade apresenta seus diretores de carnaval: Alan Dias Silva e Toninho, e sua diretora de barracão e fantasias: Zette Flores, também primeira dama da escola.

Quanto ao desfile, a escola afirma que entrará com recurso para ocupar a vaga deixada por Unidos do Capão no grupo chamado de Série Prata. O motivo seria um parágrafo do regulamento oficial do carnaval vigente entre os anos de 2016 e 2018, que diz que caso haja vacância de vaga, ela deve ser assumida de acordo com a classificação do grupo imediatamente inferior, neste caso, a Protegidos da Princesa Isabel, conforme a colocação do extinto Grupão, que desfilou em 2016 e formou os novos grupos da capital.

Regulamento do carnaval confirma a possibilidade

O presidente da Protegidos Ivan Nascimento trata do assunto com cautela, mas não descarta a possibilidade já externada em redes sociais por seu diretor de carnaval Alan Dias Silva.

Já o presidente da UECEGAPA, Alindo Mensa, o Baia, que responsável pelos grupos Prata e Bronze diz desconhecer a intenção da escola, e que, caso haja esta solicitação por parte da agremiação, as chances de ocorrer a substituição são bem pequenas.