sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Escolas de Samba de Santa Cruz são excluídas da programação de carnaval da cidade

Tradicional desfile foi cancelado e deu lugar a uma festa aos moldes da Ocktoberfest - foto reprodução

Por Israel Ávila 


Enquanto muitas cidades estão cancelando seus carnavais com a velha e precária desculpa de investir em setores mais necessitados, Santa Cruz do Sul irá investir pesado em um grande evento, mas resolver cortar as escolas de samba da programação. As entidades carnavalescas do município realizaram diversas reuniões para viabilizar o evento, mas sempre ouviram que a cidade não tinha verba para custear o desfile, mas dias depois foram surpreendidos com a notícia de um carnaval, para o qual “não foram convidadas”.

O carnaval da cidade que vai de 25 á 27 de Fevereiro, conta na programação com um show da banda Turma do Pagode, que será pago em torno de 80 mil reais, diversas outras banda do mesmo gênero, shows de MC’s (?) e até de algumas escolas de samba da região e de Porto Alegre, mas não as da cidade.

Segundo alguns dirigentes das escolas de samba de lá, a informação de que não haveria desfile chegou pouco mais de uma semana antes do Baile de Escolha da Rainha que ocorreu no dia 28 de Janeiro, evento este em que as escolas de samba ainda participaram.

Em seu site oficial, a prefeitura de Santa Cruz vê com bons olhos o cancelamento do tradicional desfile das entidades, e orgulha-se da vasta programação que transformou a festa de momo em uma segunda Ocktoberfest, tradicional festa alemã realizada no mesmo município. Os ingressos para a festa vão custar entre 10 e 30 reais.