quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Mestre Deivis é Protegidos!

Foto: Junior Brum/TMJ
Por Israel Ávila 


A primeira manifestação da Protegidos da Princesa Isabel para o carnaval 2017 se dá em um dos quesitos mais importantes do carnaval, a bateria. Para substituir Mestre Jhean, cria da casa, a escola buscou outro jovem e premiado talento do nosso carnaval, Mestre Deivis.  

O diretor de bateria de 28 anos, começou como ritmista na Escola de samba Mangueira de Sapucaia do Sul e na Acadêmicos de Niterói de Canoas. Tem passagem ainda por Bambas da Orgia, Vila do Iapi e Império da Zona Norte,  e atualmente na Acadêmicos de Gravataí.

Começou como diretor de bateria na acadêmicos de Niterói em 2008 onde teve a sua primeira oportunidade com o Mestre Nado. Em 2009 foi diretor de bateria na Unidos do Capão. Tendo passagens ainda como diretor pela Vila do IAPI, império da Zona Norte. A primeira oportunidade como Mestre veio com a Unidos de Capão em 2014.

Agora, Mestre Deivis estará à frente da Bateria do Brais, que leva esse nome em homenagem ao fundador da escola Sebastião Flores. Segundo ele, a indicação ai seu nome foi dada pelo próprio Mestre Jhean, que neste ano, preferiu ficar afastado dos trabalhos na escola.

“Quero agradecer a o meu grande amigo de longa data mestre Jhean pela indicação, ao presidente Ivan pela confiança de pode mostra meu trabalha na escola no qual sou praticamente "de casa".” – diz Deivis.

A protegidos da Princesa Isabel é a segunda escola a desfilar no dia 23 de Março, no Complexo Cultural do Porto Seco, pelo Grupo Série Bronze.