sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

E a Protegidos?

Escola fez grandes carnavais no Grupo Especial - Foto ClicRBS 

Por Israel Ávila

Embora seja de uma cidade germânica e rodeada de uma cultura típica alemã, desde 15 de Novembro de 1969 a Protegidos da Princesa Isabel faz o samba pulsar mais forte no Morro da Rondônia em Novo Hamburgo.

Com 47 anos de história, desde a década de 80 a entidade também integra os grupos do carnaval de Porto Alegre, fato que se deve a persistência e valentia do saudoso Sebastião Flores, fundador e presidente da escola por ininterruptos 42 anos. Somente a morte separou Bastião de sua amada Protegidos, não sem antes ter visto sua escola chegar a elite porto-alegrense, quando a tricolor de Novo Hamburgo esteve por 5 anos no Grupo Especial da capital, além de ter ganho vários títulos nas divisões de acesso.
Bastião foi presidente por 42 anos

Com a partida de Sebastião a escola seguiu sendo dirigida pela família, mas não com o mesmo folego. O primeiro a assumir a escola foi Gelson Kohn, o Geada, seu genro, que antes disso havia sido vice-presidente, diretor de carnaval e tinha em seu forte ser o responsável pelas alegorias da escola no Complexo Cultural do Porto Seco. Gelson foi presidente por um único mandato, e depois disso fatalmente veio a falecer.

O atual presidente da Protegidos também é genro de seu fundador, Ivan César do Nascimento, que atendeu ao Setor 1 para falar o porque da escola ter decaído em suas colocações nos últimos anos, e sobre a atual situação da entidade para 2017.

Setor 1: Presidente: A Protegidos da Princesa Isabel é uma das únicas escolas dos grupos de POA que não divulgou tema, samba e contratações. A que se deve isso?

Ivan - Estamos trabalhando desde Outubro em “Stanby” nas fantasias, o time de contratados esta quase pronto, falta alguns acertos.Ensaios ainda não iniciamos devido a atual conjuntura do País, estados e municípios, ainda não temos a certeza e de que forma e se vai ter carnaval.

Setor 1 – Qual a situação do carnaval de Novo Hamburgo, e como a Protegidos está inserida no contesto.

Ivan - O futuro Secretário de Cultura se acusou no Jornal NH que a partir do dia 02/01/2017 começariam as tratativas em relação ao carnaval. Ao mesmo tempo sem uma verba a vista, normalmente os contratados recebem um apoio antes do Natal pelos ensaios. Como faríamos isto? Não é justo os profissionais que trabalha no carnaval não receberem ou dizer "á depois acertamos", de forma alguma compactuamos com esta atitudes. O governo que saiu da prefeitura, não pagou a Protegidos em um projetos que foi assinado em junho/2016. Nos como entidades temos que estar em dia, ai se faz ajeita a casa, faz suas obrigações e fica pendurada no pincel. Pasmem, Só a cultura de Novo Hamburgo deixou escapar dois projetos que somariam quase 500 mil reais para a comunidade carnavalesca da cidade, recursos federais. Como dizem alguns "com que roupa eu vou..." As vezes é melhor ficar parado ou um passo atrás, do que um passo ao precipício.

Setor 1 – Nos últimos anos a escola tem decaído nas colocações no carnaval de POA. Qual a dificuldade que o senhor encontra de realizar seus carnavais.

Ivan - 2013 e 2014 foi horrível colocar a escola na avenida. Já 2015 e 2016 já prevendo as mudança que ocorreriam no carnaval, não foi feito muito investimento até porque o custo do carnaval é altíssimo em todos os setores, e mais uma perda de verba no orçamento complica.  Em 2016 ficamos a 0,5 da Copa e o planejamento era para ficar entre as 8. Ao mesmo tempo, cuidamos da papelada da entidade porque num futuro próximo quem não tiver em dia não recebe ou mesmo busca recursos. Mas estamos para 2017 trabalhando para subir ao Grupo Prata.

Presidente Ivan fala da atual situação da escola.
Setor 1 – A quantos anos a escola desfila na capital? Tem vontade ou desejo de se licenciar do carnaval de POA?

Ivan - A escola está em Porto Alegre desde a década de 80. Jamais penso em me licenciar, caso contrário não teria investido em melhorias na escola.

Setor 1 - Por que a escola não participa das atividades conjuntas do Grupo, como mostra de samba enredo e escolha da rainha do carnaval?

Ivan - Simplesmente por motivos financeiros. Alguém sabe o custo de sair de Novo Hamburgo fazer roupas, passagens, gasolina, alguns lanches. Sabes o custo? Há anos a escola bancava tudo e eu estou tentando mudar esta cultura, o mesmo ocorre com as candidatas à rainha.

Setor 1 – Deixe um recado pra sua comunidade:

Ivan - Carnaval nunca foi para gerar dividas, e sim alegrias diversões entusiasmo e força de fazer. Sobre Porto Alegre, vocês estão acompanhando nos noticiários, desfilaremos em 17/03/2017, segunda escola a desfilar. Brevemente teremos novidades... Forte abraço a todos e feliz 2017. Ivan Nascimento/Presidente