quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

É hora de acordar!


Por Tom Astral 

"...É hora do show 
Da galera inteira se unir 
Pra nossa festa não acabar por aqui..." 

Olá Setoristas ! Tudo bem? 

Tomei a liberdade de pegar emprestado o final do alusivo da Onça Negra de Gravataí (também porque é de minha autoria) e adaptei para a realidade que vivemos atualmente em nosso carnaval. Esse ano mais do que nunca ficou claro que somos tudo aquilo que grande parte da sociedade não suporta. 

Somos felizes, dançamos, cantamos, encantamos, e representamos a imagem mais bela que o país exporta para o mundo. Somos do Carnaval. Da cultura NEGRA. Do Maior Espetáculo da Terra (eles piram com isso, hehehe). Quem sabe aqui no Sul ainda não possamos gritar isso. Mas sem dúvida, somos os artistas da maior apresentação teatral a céu aberto por aqui. Isso ninguém nos pode tirar. 

As redes sociais nos últimos tempos jogaram pra fora todo o preconceito, todo o ódio, toda a ignorância e intolerância que muita gente guardava dentro de si. Muito deles nossos amigos, vizinhos, até parentes. Pessoas que talvez nem imaginássemos serem tão medíocres na forma de pensar. 


- Sob a argumentação de preocupação social (que na hora do voto parece não existir), vomitaram todo o preconceito racial e social contra nossa cultura. 

- Temos erros? Óbvio que temos. Quem não os tem? Devemos e podemos melhorar? Claro que sim. Temos essa consciência. 

 - Estamos cientes da realidade atual do país? Sim, não somos alienados. Também sofremos na carne a bagunça que virou o país, 

E é exatamente por isso que não abrimos mão da Cultura. 

Sim sinhozinhos, CARNAVAL É CULTURA! Vocês aceitando isso ou não! 
  
Como Sandro Ferraz tantas vezes bradou nas suas arrancadas: Bom Dia Mundo Carnavalesco! 

É hora de acordar!!!!! 
É hora de brigarmos não só pelo nosso pavilhão, mas por todos os outros. 
É hora de nos unirmos para salvar a continuidade dessa cultura. 
É hora de cantar o samba da escola rival. 
É hora de mudarmos o que tiver que ser mudado. 
É hora de pensarmos grande. 
Chegou a hora!!! 

Temos que exigir mudanças internas? Sim. Muitas. E o mais rápido possível. 
Mas antes vamos nos dar as mãos pra salvarmos nosso carnaval. 

Que seja com o mais caro sapato ou descalço, mas que seja emocionante. 
Que seja com grandes alegorias ou com alegorias mais simples, mas que seja verdadeiro. 

Que tenha o samba dos nossos ancestrais em cada passo dado na avenida. Em cada toque de nossos ritmistas. Se for assim, mesmo sem luxo vai ser lindo! E a gente sabe fazer. Que assim seja!