domingo, 6 de novembro de 2016

Inovação no corpo de baile da Copacabana


Por Leandro Amarante 

O início do espetáculo que está sendo preparando pela escola de samba Copacabana está garantido, e será composto por um refinado grupo de pessoas que já vem atuando fortemente em prol da nossa cultura.

Após anúncio da saída da Comissão Pecado da entidade, a direção atuou fortemente em busca de um grupo de artistas que complementassem o trabalho, e para a passarela do samba em 2017 a aposta é na inovação.

A comissão de frente ainda não foi apresentada a imprensa com um nome. O que se sabe é que são artistas oriundas do Projeto Bailado aqui da capital.

O projeto, extremamente conhecido e respeitado na capital e região, atua na formação e refinamento dos casais de mestre-sala e porta-bandeira e das porta-estandartes. Este ano, o projeto sofreu uma adaptação positiva, o que tornou possível a atuação em outras áreas das danças coletivas, de salão e das danças cênicas.


O conjunto de tarefas, desde a criação artística, sincronia e coordenação serão trabalhos desempenhados pelo renomado mestre-sala sul-riograndense Chula, professor e diretor do Projeto Bailado.

(...) Chula promete realizar algo inédito e inovador em matéria de comissão na avenida com uma mistura de ritmos, magia e teatro, espetáculo a altura da Sereia da Bom Jesus, garante a direção da agremiação.

Nos próximos eventos da Sereia já poderemos acompanhar o trabalho da nova comissão de frente que promete abalar as estruturas do Complexo Cultural do Porto Seco no próximo ano. 

A Sereia da Bom Jesus contará entre as linhas amarelas as maravilhas da culinária e sabedoria ricas vindas do berço da civilização humana, a África. O tema 2017 que carrega a assinatura de Sérgio Peixoto segue intitulado “Sou Nagô... Na Bahia Cheguei... Da Culinária Brasileira Participei!”