quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Gustavo Tiriri deixa a Imperatriz



Por Israel Ávila 
Colaboração: Jacque Soares

Segue o “baile” na dança das cadeiras dos quesitos do carnaval de Porto Alegre. O mestre sala Gustavo Tiriri anunciou na noite da última quarta feira (05) seu desligamento da Imperatriz Dona Leopoldina.

Segundo o próprio mestre sala, ele quem procurou a direção da escola para saber como ficaria sua situação para o carnaval 2017, e em conversa com a escola não houve acordo financeiro para sua permanência.

Gustavo Tiriri, iniciou o amor pela dança no Grupo Afro Sul, foi ritmista durante alguns anos. Os primeiros riscados como mestre sala foi em 1996 quando defendeu o 2º pavilhão do Imperadores do Samba. Em 1998 recebeu sua primeira oportunidade como primeiro, e foi o mestre sala oficial da Protegidos da princesa Isabel. Em 1999 foi o beija flor da Academia de Samba Praiana.

Em seguida foi o segundo mestre sala de Estado Maior da Restinga e Bambas da Orgia. No ninho da Águia também recebeu a grande oportunidade de defender o primeiro pavilhão azul e branco entre os anos de 2004 e 2008. Passou ainda por Imperatriz Dona Leopoldina em 2009 , teve longa passagem pela União da Vila do IAPI e retornou a Imperatriz no último carnaval sendo campeão da festa de momo.

SERÁ?

Embora não seja confirmado por nenhuma das partes, o beija flor já teria um novo-velho ninho pra pousar. Ele estaria de malas prontas para pegar o trem da alegria rumo a outra escola da Zona Norte da Capital, para bailar ao lado de uma antiga parceira a qual com ela colecionou notas máximas e prêmios. SERÁ?