sexta-feira, 12 de agosto de 2016

“- Para ser Porta Estandarte é preciso ter CARÃO, não adianta somente dançar. Tem que ter cara de avenida!”

Por Giovanna Mello 

Guislaine Pereira Santos, 41 anos. Filha de Carlos Marcelino Bolleto Santos e da figura mais que conhecida Onira Pereira dos Santos.

Nossa entrevistada é mãe de três filhos, tem curso superior incompleto e trabalha como agente de reservas de hotel. Irmã de Kizzy Pereira e Max (in memorian), afirma que ela e os irmãos nasceram no carnaval e por ele foram abraçados.

Guislaine iniciou sua vida nas festas momescas com uns 12 anos em uma escola de São Leopoldo, região metropolitana, em uma Ala Coreografada da já extinta Dragões de São Leopoldo em meados de 1986.
                                    
Nossa entrevistada abrilhantou com sua arte em defesa do Estandarte em algumas escolas:

Império da Zona Norte - em 1993 e 1994;
Estado Maior da Restinga - de 1996 a 2006;
Imperatriz Leopoldense - de 1997 a 1999; e
Acadêmicos do Rio Branco - nos anos de 2013 e 2014.

No posto de porta estandarte conquistou premiações em 1993 e 1994, ainda quando mais de uma destaque era agraciada. Já o troféu Estandarte de Ouro, nossa referência no semi– quesito, Guislaine é colecionadora: ganhou oito vezes dos dez carnavais que atuou.

Como maior realização na sua longa estrada como Porta Estandarte, ela nos diz emocionada:

"- Minha última muamba me traz muitas recordações. Foi em 2006, onde minha escola ESTADO MAIOR DA RESTINGA pediu em coro na concentração já com microfone aberto para a avenida: FICA! FICA!... Foi muito emocionante a sensação de carinho e de que tudo valeu a pena !"

Todos sabemos que a destaque continua sendo referência no quesito. Sobre o espelhamento que diversas jovens fazem de sua pessoa, Guislaine fala o seguinte:

“- É muito legal as pessoas reconhecerem teu trabalho, mas sempre tive e continuo tendo meus pés no chão, pois continuo aprendendo sempre como Porta Estandarte!"

Guislaine diz que para ser Porta Estandarte, é preciso ter CARÃO, não adianta somente dançar. Tem que ter cara de avenida!

"- Vir na frente da Escola sem escutar a Bateria e ter que encantar o público ainda frio, com tua dança é extremamente difícil.. .Então vamos além de dançar, encantar com o olhar e com o carão!", diz Guislaine .

A destaque decidiu atuar em outra vertente. Sua missão seria agora a defesa de um dos símbolos-mor de uma entidade carnavalesca – a bandeira. A transição para Porta Bandeira foi muito difícil, conta a destaque em breve depoimento:

“- Começar do zero e ter que ser levada por alguém... Prestar atenção durante a dança em outra pessoa e se deixar ser conduzida... Ainda tenho muito que aprender, mas graças aos deuses da dança temos acesso a grandes mestres, e nem precisamos buscar longe temos aqui mesmo grandes estrelas desta arte que nos dão total abertura pra pedir ensinamentos.”

Como Porta Bandeira a nossa estrela entrevistada brilhou com passagens por:

Academia e Samba Puro - nos anos de 2010 e de 2012 a 2015;
Copacabana - no ano de 2011; e
Fidalgos e Aristocratas - em 2016.

Como porta-bandeira, ela ainda não foi premiada: “- Ainda não tive prêmios... Mas vou buscar! (risos)

Em breve bate bola durante a entrevista, ela revela ao site algumas de suas
     
Maior alegria no carnaval: “Ser TINGUERREIRA... Esta escola é algo fora do normal, só quem é TINGA sabe do que estou falando... Me emociono sempre! "

Momento especial: Ano de 2006, a escola carregava o Tema Enredo "Hoje a Restinga se encanta e faz a festa com você 75 anos viva OAB". Guislaine encerra carreira de Porta Estandarte como campeã. Ela relata ter sido o carnaval de sua vida:

“- Não teve preço!”

Guislaine diz que no carnaval é onde ela se realiza, independe de qual posto estiver ocupando:

“- Quem gosta de carnaval, gosta de qualquer jeito!"


Pedimos a entrevistada que deixe seu recado as jovens destaques que estão surgindo e  para as que já estão na ativa:

“- Olha só galera, HUMILDADE... Sempre falo nisso, por que não sabemos  tudo. Estamos sempre em constante aprendizado e aperfeiçoamento. CARÁTER...  E principalmente RESPEITO,  por quem está e por quem já esteve, pois eles fizeram o caminho para que nós pudéssemos passar!"

Guislaine é devota dos santos Orixás... Sua Rainha Oxum Demum Talamiomi é seu tudo!


 Fotos: arquivo pessoal
Edição: Leandro Amarante


INFORMAMOS que temporariamente a nossa repórter Giovanna Mello estará afastada das atividades que desempenha no Setor 1, por motivos particulares. A equipe deseja sucesso em todas as atividades que desempenharás neste período. Sucesso e até breve com seus grandes e belos especiais. 
Á direção