sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Abrem-se as cortinas! O primeiro casal de Acadêmicos da Orgia


Em busca de espetáculo que envolva e emocione o público e ainda surpreenda positivamente o corpo de jurados, o grande time diretor de Acadêmicos da Orgia apresenta para o povo carnavalesco os novos defensores do primeiro pavilhão.

Entre as linhas amarelas brilharão entre as linhas amarelas em 2017 os nomes do mestre sala Bruno Henrique e da porta-bandeira Domênica Isaura.

O beija-flor Bruno, apesar de jovem, está atuante no carnaval há mais de 10 anos. As características do seu trabalho foram presença na Academia de Samba Puro, Esporte Dá Samba e Realeza. Fruto de sua intensa dedicação, hoje a aposta da verde e branco é no destaque.

Já a bela flor é cria da casa. Domênica começou na entidade portando estandarte mirim aos 7 anos de idade. Atou junto a “turma do Zé Carioca” por 15 carnavais. Ela possui ainda em seu currículo passagens pela Esporta Dá Sambas e Bambas da Orgia (Passo Fundo).

A seguir podemos acompanhar o depoimento de Domênica Isaura a respeito do novo cargo dentro da agremiação, acompanhe:

“A partir deste ano, estarei enfrentando novos desafios. Fui convidada pela minha escola Acadêmicos da Orgia, a carregar a bandeira da minha amada escola, chegou o momento de mudar. Serei a mais nova Porta Bandeira e com muito orgulho. Estarei realizando um sonho, meu e dos meus pais. Não tenho experiência, mas tentarei transferi-la no que eu adquiri nos 15 anos como porta estandarte. Vou trabalhar com muita dedicação, empenho, seriedade e amor, para que todo esse esforço seja recompensado com uma bela evolução na avenida.”

Domenica Isaura
   
Ambos tem grande desafio pela frente – levar as quatro notas 10 para casa. A responsabilidade é grande, mas o talento do jovem casal tem possibilidade de superar mais este desafio.