terça-feira, 26 de julho de 2016

Minha história, meu orgulho - Acadêmicos de Niterói


Dando início ao Especial “Minha história, meu orgulho”, temos a campeã do carnaval de Canoas de 2016, Acadêmicos de Niterói, contando sua história. Contamos com a ajuda de Cristiane Teixeira, atual diretora de carnaval da Agremiação. Que já foi porta bandeira e porta estandarte da mesma.

No ano de 1992 teve origem a então Escola de Samba Unidos de Niterói. Escola esta que desfilou por um ano somente... A vontade de continuar era enorme, mas as condições financeiras não eram boas.
Foi então, que no dia 06 de Abril de 1998, em uma reunião de família, no conhecido "Pátio", localizado na rua 1° de Maio, número 1710, em Niterói. Que Valdir César e Crispim Fernandes tiveram a ideia de fundar uma Escola de Samba. Nascia ali, a Acadêmicos de Niterói.

Carnaval 2003/ Foto: Arquivo pessoal
O CARNAVAL MARCANTE

Cristiane relata, que o carnaval marcante para a Escola foi no ano de 2003, onde a tricolor Canoense conquistou o título de campeã do grupo de acesso do carnaval de Porto Alegre, com o enredo: “Reisado”.

O CARNAVAL PARA ESQUECER

Para a diretora, o carnaval para ser apagado da história da Agremiação foi o do ano de 2014, carnaval em que a escola foi rebaixada para o grupo de acesso do carnaval de Porto Alegre e licenciou-se do mesmo, com o tema: “Manuel Padeiro, o zumbi dos Pampas, a saga de um guerreiro”.

O AMOR QUE PASSA DE GERAÇÃO À GERAÇÃO

Dentro da Acadêmicos, temos vários destaques que estão atuando dentro da Escola por mais de uma década. Este amor, por muitas vezes, foi passado dos pais para os filhos. Temos como exemplo Kelly (1° Estandarte), Chris Rafa (1° passista e irmão de Kelly) filhos de dona Regina e a pequena Mel, que é porta bandeira mirim e filha de Cristiane Teixeira.

GRATIDÃO

A diretora ainda deixa seu agradecimento à todas as pessoas que contribuíram para que a Acadêmicos de Niterói se tornasse uma grande escola de samba. Existem pessoas que muito contribuíram com isso. Principalmente a família Teixeira:

"Meu muito obrigado. Se vocês não tivessem iniciado, hoje não teríamos chegado onde chegamos, agradeço também à comunidade, que mesmo quando a Escola não estava bem, permaneceu pelo amor à nossa coruja guerreira!"

Fora a época de carnaval, a Escola trabalha primeiramente com o balanço do que foi o carnaval passado. Onde errou, onde acertou, para então dar continuidade e começar tudo outra vez. Com escolha do tema, samba, contratações e as outras atividades para o próximo carnaval.


A Escola, no geral, deixa uma sugestão ao carnaval de Canoas: Os carnavalescos poderiam contribuir mais com o carnaval, unindo-se mais. Não adianta bater pé e querer impor datas só na hora de receber a verba. Poderia haver mais dedicação. O carnaval precisa de mais! Uma boa alternativa seria uma União de Destaques de Canoas. Isso engrandeceria o carnaval também, dando oportunidade para os destaques trabalharem o ano inteiro.

Para o desfile de 2017, a diretora conta que o plano é simples. Superar o carnaval de 2016, a Escola quer evoluir cada vez mais!