segunda-feira, 9 de maio de 2016

"Sentimento não termina" - Diz presidente Cléber da Vila Isabel


 Esta Semana vim falar de um seguimento muito cobrado, e que podemos dizer o principal de uma agremiação, para isto trouxe um bate papo e um pouco da vida do conhecido CLEBER TAVARES, Presidente da Unidos de Vila Isabel de Viamão.
Cleber tem 02 filhos: Isadora, de 15 anos e Bruno de 20. Trabalha 8 horas (as vezes esse turno se estende além da conta), é funcionário Federal.
Iniciou sua vida no meio carnavalesco em 1985, em sua cidade Natal Cachoeira do Sul como ritmista no Bloco Circuito. Em 1988 nosso entrevistado passa a fazer parte da Família de Vila Isabel, da onde nunca se ausentou até o presente momento.
Cleber começou na escola em ala, em 1990 foi tesoureiro na gestão do Presidente Zeca Porto Alegre. Em 1994, saiu da Diretoria e passou com a coordenação. Em 2004 entrou para o Conselho por indicação do fundador e Presidente do Conselho Tio Marino (in memoriam). Em 2007, passou a assumir a presidência do mesmo por eleição. No ano de 2010 perde a eleição a presidência da escola para Juarez  Gutierres, hoje presidente da Liespa, por apenas 02 votos. E desde 2008, Cleber tem uma Ala composta de amigos e familiares denominada "Amigos da Folia". Desde 2012, atua como presidente eleito.
Pergunto ao Presidente sobre o refrão que virou bordão "O sentimento não termina” - ele me diz que este bordão de 2013 tem tudo a ver com a comunidade, pois mostra a força e garra da escola diante de tantas batalhas com fortes adversários.
Sobre uma tristeza: Ele cita o ano de 2003, aonde a Escola fez um grande desfile, mas foi penalizada por tempo, em função da interpretação do regulamento vigente e acabou com rebaixamento da Entidade. Claro que 2016 também por estar como Presidente, mas 2003 pelo lindo desfile.
Uma alegria: Ele diz ter sido quando foi eleito a presidência da escola em 2012. Para 2017, o objetivo é voltar ao Grupo Especial, agora Série Ouro, para isso pretende contar com um grande time, mantendo oque deu certo, corrigindo os erros e promovendo uma grande integração com a comunidade. A partir da eleição ocorrida agora, a escola sendo está reestruturada, com contratações e renovações, e ainda está sendo estudado um grande tema, finalizando as contas e já adianta que se fará escolha de samba para que seja feito um forte hino para um grande desfile de retorno ao grupo de elite. Nosso entrevistado deixa um recado aos Isabelenses:

"A Vila Isabel tem uma história muito rica. Começou como uma banda, passou por vários grupos, chegou ao topo sendo até Vice Campeã em 2002, no grupo Especial. Neste meio tempo muitas escolas, que nasceram na mesma época que a Vila enrolaram suas bandeiras. Então esse revés de 2016 servirá de combustível para nossa arrancada. Para isso será necessário: o trabalho, a união e o comprometimento de todos os Isabelenses. Por que "O sentimento não termina."!