quarta-feira, 11 de maio de 2016

RioSamba e as novidades do carnaval carioca


O carnaval 2017 começa agora...

A saudade da batucada está com seus dias marcados, pois no dia 04 de Junho o Acadêmicos do Salgueiro abre suas portas para os foliões. A agremiação divulgou o calendário com participação especial das co-irmãs a cada sábado de samba. Confira o calendário:
04.06 - Estação Primeira de Mangueira
11.06 - Paraíso do Tuiuti e Mocidade Independente de Padre Miguel
18.06 - Unidos de Padre Miguel e Unidos de Vila Isabel
25.06 - Estácio de Sá e Imperatriz Leopoldinense
02.07 - Império Serrano e União da Ilha do Governador
09.07 - Mocidade Alegre e Acadêmicos do Grande Rio   
16.07 - São Clemente e Beija Flor
23.07 - Unidos do Viradouro e Portela
30.07 - Acadêmicos da Rocinha e Unidos da Tijuca
Voa carcará!


Após sete carnavais defendendo com honraria o pavilhão da Estação Primeira, o mestre-sala Raphael Rodrigues anunciou, através de sua página no Face Book, seu desligamento da agremiação. Segundo Raphael, não existiu um motivo específico para a tomada dessa decisão, e até o momento, não teria recebido proposta de nenhuma outra agremiação. A nação mangueirense se emocionou com sua despedida, pela dor da partida e pelo texto que aos pouco tomam conta do sentimento de quem o lê.

Acompanhe:

"Em Mangueira, poesia feito o mar se alastrou. E a beleza do lugar, pra se entender, tem que se achar que a vida não é só isso que se vê, é um pouco mais que os olhos não conseguem perceber e as mãos não ousam tocar e, os pés, recusam pisar [...]"
Nesses versos, Paulinho da Viola, sem saber explicar, traduz o que é Mangueira: não há explicação. Como força da natureza, Mangueira é orixá que acolhe a quem a entende. E eu, cria da Cidade de Deus, por 7 carnavais, pude ser um menino da Mangueira e receber sua benção, por vivê-la e defende-la da melhor maneira que pude com o dom que o Pai Maior me concedeu.
Em nossa história, o último capítulo foi escrito com a apoteose que merecíamos: o título, que há 14 anos não descansava no palácio do samba, retorna ao verde e rosa. E com contribuição minha. Sou grato por me permitirem tamanha honra em tatuar meu nome nessa instituição de enorme vulto na cultura popular brasileira.
Hoje, me despeço da Estação Primeira. Por todas as vezes que fiz o que mais amo sob a sombra desse jequitibá, agradeço de peito aberto pelo carinho sempre dispensado à mim e pela dádiva dos nossos carnavais.
Mangueira, onde eu estiver, por onde eu caminhar, para sempre serás parte de mim.
Obrigado à todos segmentos!
Obrigado, nação verde e rosa!
Obrigado, Mangueira!"

Elas estão no poder...

A capitã do Navio Salgueiro, a presidente Regina Celi, anunciou sua candidatura ao cargo de vereadora pelo estado do Rio de Janeiro. Conhecida por seu caráter, carisma e pulso forte, Regina Celi recebeu amigos sambistas e do meio no lançamento da sua candidatura, como sinal de apoio e respeito. Regina disputará entre outros, com o também sambista Marcos Falcon vice-presidente da Portela, e o sindico da passarela Jose Carlos Machine.

Para tornar o ano ainda mais especial, a presidente Regina Celi será enredo do Arranco do Engenho de Dentro no carnaval 2017, a agremiação do grupo C do carnaval carioca, promete entrar na avenida em Vermelho, branco, e vermelho salgueiro. A homenageada diz estar muito empolgada com a reverencia feita pela escola da zona norte.

A voz do morro é a voz de Deus...

Existe melhor conselheiro para uma escola de samba do que a sua comunidade? Talvez não, e Estácio de Sá resolveu ouvir a voz do São Carlos. Após realizar um carnaval esplendoroso em 2016 pelo grupo especial, e ser rebaixada contrariando o que o mundo do samba imaginou para a agremiação, a agremiação levara para a avenida o enredo "É! O moleque desceu o São Carlos, pegou um sonho e partiu com a Estácio!", a Estácio homenageará Gonzaguinha, musico poeta nordestino que viveu parte de sua vida no morro do São Carlos, talentoso cantor que recebeu esse dom deixado pelo pai, o inesquecível Luiz Gonzaga, o Gonzagão. Em noite de leitura de sinopse um dos compositores chamou a atenção de todos, era Daniel Gonzaga, filho do homenageado, que entrará da disputa pelo hino oficial pela segunda vez. Daniel chegou a final da disputa para carnaval de 2016, desta vez sobe emoção de escrever uma obra para seu pai, ele tem a esperança de se tornar campeão no samba e na avenida.

A nobreza de volta a avenida


A Unidos do Porto da Pedra anunciou seu casal para o próximo carnaval, a porta-bandeira Lucia Nobre e o mestre-sala Marlon Lamar. Lucinha tem seu nome marcado por grandes agremiações do Rio de Janeiro como Mocidade, Unidos da Tijuca, Portela e Inocente de Belford Roxo, no carnaval de 2016 a porta-bandeira realizou um grande sonho que era desfilar de passista, e não passou defendendo um pavilhão. Já o Marlon é o atual campeão do carnaval paulista, defensor do pavilhão do Império de Casa Verde, o mestre-sala tem uma longa estrada de sucesso pelo carnaval paulista, considerado uma revelação na terra da garoa, Marlon se mostra muito feliz por poder dançar no Rio e ao lado da Lucia, que é sua referencia.

Lucinha: “Desfilei em 2014 na comissão do Porto da Pedra e foi uma experiência inesquecível, muito emocionante mesmo. Quando surgiu esse convite, me vi de novo na possibilidade de conviver com a comunidade de São Gonçalo e poder somar com a força do nosso trabalho. Estou muito feliz em formar uma parceria com o Marlon, que é super respeitado em São Paulo e agora vai poder mostrar que o samba não tem fronteiras. O importante pra nós vai ser tocar o coração das pessoas com a nossa dança. Estou extremamente feliz com o meu retorno”

Marlon: “Sempre tive o sonho de dançar na Sapucaí e realizar esse sonho com uma grande dama do bailado é uma honra muito grande. Me sinto acolhido, protegido e tenho certeza de que nossa caminhada será vitoriosa. Estou pronto para voar ao lado de Lucinha, que sempre foi a minha grande referência na dança”