quinta-feira, 28 de abril de 2016

O fim do casal Ceeh e Simone


Mais um ciclo que se acaba no carnaval gaúcho. Chega ao fim o casal Cesar e Simone. Na ultima quarta feira (27) a porta bandeira foi dispensada pela direção da escola, na qual desfilou nos últimos 3 carnavais, gabaritando no quesito. O site da escola confirma a noticia nesta tarde.

A experiente porta bandeira Simone Ribeiro tem mais de 20 anos de avenida. Começou a bailar na extinta Portelinha da Zona Norte, onde empunhava o segundo pavilhão da entidade. A primeira oportunidade como 1ª porta-bandeira foi dada por Adolfo Giró nos Embaixadores do Ritmo. 

Entre as escolas que integram os grupos do carnaval da capital a porta bandeira tem passagens por Imperatriz Dona Leopoldina, Academia de Samba Puro, Realeza, Copacabana, Protegidos da Princesa Isabel e Acadêmicos do Gravataí. Anualmente desfila em cerca de 4 escolas na região metropolitana e interior.

 Em 2011, Foi Estandarte de Ouro e Troféu Udesca (Grupo intermediário A). É presidente do Projeto Padedê do Samba (Núcleo gaúcho da escola de mestre-salas, porta-bandeiras e porta-estandartes do Mestre Manoel Dionisio). Por três anos cruzou o Porto Seco desfraldando o pavilhão de uma das escolas mais tradicionais do carnaval de Porto Alegre, a Imperadores do Samba.

Hoje em sua rede social a Porta bandeira deixou a entender a informação, postando que, mudaria uma frase dita em um programa de “Porta bandeira da Imperadores do samba” para simplesmente, “Porta bandeira”. 

Informações extra oficiais dão conta de que o mestre sala Ceeh deve continuar no Mar vermelho e branco, e logo sera anunciada sua nova parceira.