quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Samba em alta em São Leopoldo

Aconteceu no dia 02 de dezembro, em São Leopoldo um evento em alusão e em comemoração ao Dia Nacional do Samba. Os organizadores pensaram em homenagear o samba, pois vivem do samba, amigos que se encontram pelo simples prazer de tocar, cantar e de ouvir um bom samba, e nada mais justo que celebrar este dia juntos com boa música.

O encontro aconteceu no Salão do Auditório da Biblioteca Pública Municipal Vianna Moog em São Leopoldo. No repertório, foi contada a história do samba através dos tempos.

A banda formada por diversos músicos da cidade como Morency Teixeira, o Moura do cavaco e seus amigos das rodas de samba. Após alguns sambas históricos e antológicos, um convidado muito especial foi chamado para cantar alguns sambas, trata-se do leopoldense e compositor Antônio Izolino do Nascimento, o Nego Izolino, que emocionou a todos cantando sambas inesquecíveis.


Um aspecto do espetáculo chamou a atenção: Onde estava o povo do samba da cidade? Não estavam por lá a maioria das pessoas ligadas ao poder público, nem dos movimentos culturais, tampouco os carnavalescos da cidade, visto o número de pessoas ligadas ao samba e ao carnaval.

Segundo os organizadores, haverá a tentativa de comemorar o dia do samba no próximo ano. Acredito que para a próxima versão do encontro no ano que vem, o povo sambista possa prestigiar esta iniciativa louvável de resgatar e avivar o samba na cidade, onde há uma escassez cultural e de alternativas para o ritmo mais brasileiro, a manifestação mais autêntica e que é a marca do nosso país: o samba.

Para encerrar o espetáculo em forma de despedida, foi entoado o samba “Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar...” como um alento, um grito de alerta para a cidade de São Leopoldo.