sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Vida longa ao Padedê do Samba


Hoje, 06 de novembro é o aniversário do Padedê do Samba. Escola que forma mestres sala, porta bandeiras e porta estandartes. Escola esta que foi fundada por Manoel Dionisio, carioca que é mantenedor da Associação Cultural Educativa Escola de Mestre Sala, Porta Bandeira e Porta Estandarte da cidade do Rio de Janeiro.

Tudo começou diante a algumas iniciativas, primeiramente por Ana Marilda Bellos, que iniciou um movimento de workshop e qualificação dos casais em 2009, depois o mesmo evento foi realizado pela UDESCA – União dos Destaques do Carnaval de Porto Alegre. Em 06/11/2010, Manoel Dionísio reuniu algumas pessoas e definiu alguns renomados nomes do carnaval gaúcho e que seriam os instrutores para dirigir uma escola de formação de casais e de porta estandartes, que fosse desvinculada e independente das entidades carnavalescas.

De lá para cá, se vão 5 anos, marcados por muita luta, muita dificuldade, mas também de muita alegria... Com experiência despertou grandes talentos e já possui relevância para as entidades e para os desfiles de carnaval do Estado. Porém, ela é uma escola mantida por iniciativas dos instrutores, dos pais e responsáveis pelos alunos, e também, conta com a ajuda de pessoas muito importantes, que estendem a mão para que aconteçam as aulas. Vale salientar que os instrutores são todos voluntários e não são remunerados para dar as aulas.


Ponto relevante é que há representação do Padedê do Samba em praticamente 99% das escolas de samba do carnaval de Porto Alegre e região metropolitana, entre alunos e instrutores.

Vida longa a esta escola!... E que num futuro próximo ela tenha onde se fixar em definitivo e tenha condições de se manter financeiramente...