quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Ainda sobre a mostra de sambas enredo... 2ª Noite


Dando seqüência aos comentários sobre a mostra de samba enredo chegamos á segunda noite.

Abriram os trabalhos a escola de samba Protegidos da Princesa de Novo Hamburgo. Que ritmo e que organização da bateria de Mestre Gean. Bom ritmo bateria. Bem organizada no vestuário e nos instrumentos e bem “casadinha” com a harmonia do estreante Dodo. Parabéns a bateria do BRAS.

Logo em seguida a Majestosa do Vale chegou. E no retorno de Mestre Xapana já se pôde notar a força e a garra da bateria. Parabéns a todos e sucesso.

Eis que iniciam os trabalhos do Grupo Especial... E não adianta tomar nenhum paracetamol, dipirona ou ibuprofeno, pois essa a febre amarela chega, te pega e contagia. Mestre Chiquinho sempre irreverente com uma bateria diferente do que somos acostumados a ouvir. Chiquinho sempre teve como característica marcante um andamento mais pra frente.

Pois é pessoal acho que a estratégia mudou. Que cadência gostosa de se ouvir. Não era rápida e não era lenta... No ponto! Bossas e convenções todas com ótima execução e de bom gosto. A escola esteve forte no canto do samba e uma harmonia casadinha com a batera que estava muito bem vestida. Enfim, parabéns ao amigo e professor Chiquinho Capelão que é exemplo a ser seguido como mestre de bateria. Sucesso sempre.

Bom eu particularmente não sei o por que. Mas casou muito bem a colocação da Academia de Samba Puro no meio das escolas do grupo especial.

No que diz respeito à bateria, os nego do morro da Maria da Conceição estão de igual pra igual. Mestre Karlinhos está com uma bateria de dar água na boca. Ritmo seguro e bossas de uma criatividade inenarrável tamanha a dinâmica da execução. Que belo trabalho! Parabéns!

Eis que de repente o palco ficou pequeno... Normal né!!! Eles chegaram. Estava vindo a pedrada. Os tinguerreiros de Mestre Guto tomaram conta do pedaço. A bateria mais completa do estado nas peças de um ritmo contagiante. Seu vigor e destreza são de arrepiar o folião. Como eles dizem, na terrinha é assim não adianta. Obrigado Mestre Guto por nos proporcionar esse lindo e maravilhoso trabalho.

Logo após o show da tinguerreira chega “A guerreira”. Mestre Joubert sensacional! Nao é a toa que estavam lá na planilha 4x10. O dia que Mestre Joubert tiver uma quadra vai ser difícil encostar do lado. Hoje o tenho como milagreiro. São poucos ensaios e muita vontade. Ritmo seguro, bossas bem executadas e ritmistas com muita alegria. É isso ai guerreira, vamos de novo em busca das quatro notas dez.


Eles chegaram, a furiosa chegou. Costumo dizer entre meus amigos e vou externar aqui... Chegaram “dando na cara!”. Bateria de Sandro gravador ou a bateria dos Mendonça, no comando de Mestre Kelvin (se me permitem chamá-lo assim).

Foi pra mostra de sambas com aquela bossa, aquela o F... Aquilo é soco na cara meu irmão! Audaciosa, feliz, criativa e ritmada. Os caras da bateria de Sandro Gravador são pessoas que tocam numa alegria que acaba contagiando. O destaque da bateria na mostra foi a tranqüilidade e segurança de Kelvin no comando.

Acho que está no sangue, pois foi como se Gravador estivesse mais uma vez frente à bateria naquele palco. A execução de tudo que eles fazem, o fazem muito bem.

Eis que chega outro estreante a frente da mais tradicional e vencedora bateria do carnaval da capital. Mestre Adailson - nosso querido dada, que responsa... Que bateria trovão azul! Hoje, sem querer desmerecer ninguém a mais organizada, tendo em vista a estrutura que existe nos bastidores. Mas vamos falar do evento...

A bateria já fala por si... A furiosa vinha bem suculenta (e não era pra menos). Dada só manteve o que vinha executando nos seus trabalhos antigos de bateria que já eram lindos e maravilhosos. E pegou.

A obra 2016 é a sua cara e característica: inovadora. O ritmo que arrepia, bossas de empolgar e com vontade de pegar um instrumento e cair dentro do ritmo.

Parabéns Mestre Dada! Parabéns Trovão Azul e a direção de Bambas da Orgia por deixar “o prata da casa” mostrar e provar que não basta ser simplesmente profissional, tem que ter amor, e isso tem de sobra nesse negão... Sucesso aos amigos #Blue.

Bom gente, como sabem sou Mestre Boneco... Sou colega de todos esses mestres de bateria mencionados e venho dizer: não estou aqui para julgar ou avaliar ninguém. Só estou aqui para participar a todos que acompanham nosso site os momentos que vi, vivi e ouvi destes guerreiros e valentes que fazem ritmo aqui. 

Só a gente que “comanda” o pessoal do ritmo sabe como e difícil fazê-lo... Mais uma etapa foi vencida. Fica aqui mais um abraço a e agora vamos para a próxima...