quarta-feira, 30 de setembro de 2015

A final agora é na Praiana!

Foto: reprodução/web

E os preparativos para a reta final de mais um festival de samba enredo da capital já está começando. A escola de samba que neste final de semana define sua melodia para levantar os espectadores da Avenida Carlos Alberto Barcellos – O Roxo em 2016 é a Academia de Samba Praiana.

Após processo de filtragem e análise que durou aproximadamente 45 dias, a comissão julgadora chega nesta etapa com cinco times de personalidades do meio musical que farão parte desta disputa que visiona, além da premiação monetária, reconhecimento em prol das festas de momo.

A seguir, acompanhe a descrição das equipes selecionadas para disputar a final:

SAMBA 01 – COMPOSITORES: Jean Lago da Silva e Igor Vidal (Meninos da Serrinha)

SAMBA 03 – COMPOSITORES: Jéferson Souza e Paulo Amaral

SAMBA 04 – COMPOSITOR: Jorjão da Vila

SAMBA 05 – COMPOSITORES: Alex do cavaco, Aly Nunes e Eric Nunes

SAMBA 06 – COMPOSITORES: Arílson Trindade, Claudinho Macedo, Leandro da Águia, Daniel Barbosa, Rico Bernardes e J. Lopes

A organização do evento, bem como os integrantes da diretoria solicitam que os compositores estejam na quadra da agremiação as 18:30 horas para definir o sorteio das apresentações.

A equipe/compositor que sagrar-se campeã levará para casa o prêmio de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

A verde e rosa da Padre Cacique para o ano de 2016 irá homenagear a pessoa de Paulo Ferreira, e contará sua trajetória cultural, social e política, e ainda os feitos pela cultura popular do Rio Grande do Sul.

A entrada para este grande evento será gratuita a partir das 18 horas, haja vista a feijoada que também ocorrerá na data. Todos os amantes do samba e do carnaval estão convidados a prestigiar esse momento de importância da nação verde e rosa.

Haverá apresentação de excelente qualidade do já conhecido grupo show da agremiação, que mais um vez engrandecerá o potencial dos eventos organizados pela casa.

A quadra da escola de samba está localizada na Avenida Padre Cacique, 1559.

#VEMPRAIANAR