sábado, 13 de junho de 2015

Samba carioca com sotaque gaúcho

Este período sabático que o carnaval vive é simplesmente o de formação das obras que contagiam as avenidas afora pelo Brasil, sempre sonhamos com um samba antológico ou até mesmo com um funcional (emocional) a nossas escolas, mas na realidade queremos viver e sentir o carnaval em cada versos que os compositores nos presenteiam. Hoje o carnaval do Rio Grande do Sul após anos de batalha está cada vez mais presente no cenário nacional do samba e falarei de um grande exemplo Rafael Tubino um dos compositores contemporâneo do carnaval Porto Alegre.  Que já colocou samba finalista na GRES. São Clemente.

Tubino por aqui no sul compôs dezenas de sambas alguns tão extraordinários que ficaram na história de agremiações com União da Vila do IAPI por proporcionar o vice-campeonato em 2014, como dizia uns dos versos do samba: “- Um sonho de natal nos versos meus”... É a "Vila que pedi á Deus"! Que fez despertar emoções e transcender o passado da escola. Mas se tratando dele lembramos passagens e obras não tão somente no trem da alegria temos que percorrer diversas outras entidades tais como: Acadêmicos de Gravataí, Imperatriz Dona Leopoldina, Guajuviras entre outras.


Como sabemos o intercambio é um dos roteiros mais fáceis para o amadurecimento profissional na vivencia de qualquer profissional principalmente de carnavalescos. E por este estagio vivenciou fortemente no ano de 2014 onde foi finalista do festival de samba-enredo da GRES. São Clemente. Destaco desta obra esses versos :

- Ê, menino bom
A luz da arte vai guiar seu coração...
Para o Rio de Janeiro, ele voltou
"Era um deslumbramento, meu sinhô!"
As marchinhas ganham vida
Tem confete, serpentina, Arlequim e Pierrot
Na avenida que era a sua inspiração
Onde o brilho da cultura foi morar
Segue a procissão do samba, se veste de bamba...

Versos estes que foram pensados e escritos para entoar a obra de Fernando Pamplona, porém recaem perfeitamente na vida de Rafael Tubino que como diz acima “Faz com que as marchinhas (leio figurado para caracterizar samba-enredo) ganhem vida pelo Rio a fora”.

Centralizando o pensamento para o carnaval 2016, ele nos apresenta obras em diversos festivais de sambas enredos tais como Paraíso Tuiuti, Imperador do Ipiranga e Alegria da Zona Sul, este ultimo em parceria com outro gaúcho Alex Bagé que é radialista e compositor, conforme vão se expandindo as sinopses em POA, RJ, SP e etc. acredito que mais obras assinadas por estes profissionais veremos em tantos outros festivais.

Resumindo, o carnaval Rio Grande Sul está vivendo um momento de exportação de profissionais e cada vez mais temos que levantar a bandeira da divulgação de todos que vão para as terras ao sul do estado nos trazer maiores glórias.  E a equipe SETOR 1 deseja sucesso aos compositores! (Ao lado o samba concorrente ao festival da Alegria da Zona Sul - RS -  deTubino,Bagé e demais parceiros).