terça-feira, 16 de junho de 2015

Perfil especial: Leandro Amarante

Como todos sabem, no mês de Junho o Setor 1 está completando 2 anos. Ao longo de todo este mês vamos estar publicando Perfil’s especiais com os integrantes da equipe Setor 1. Vamos conhecer um pouco mais sobre Leandro Amarante, chefe de edição do site.


Nome: Leandro Amarante de Oliveira
Idade: 24 anos
Naturalidade:  São Leopoldo/RS
Função no carnaval: Imprensa – Chefe da equipe e edição Setor 1
Profissão: militar/ técnico em enfermagem
Religião: católico
Estado Civil: (   )Solteiro  (    )casado  (   ) namorando ( X ) enrolado  (    ) a procura
Escola que começou: Acadêmicos do Rio Branco/ SL
Escola por onde passou: Acadêmicos do Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Aí vem os Marujos, União da Tinga, Estado Maior de Morretes, Ases do Ritmo.



Escola que está: nenhuma
Escola do coração: Acadêmicos do Rio Branco/Imperadores do Samba
Se não ocupasse a função que ocupa no carnaval, o que você seria? Mestre-Sala ou Diretor de agremiação
Profissional do carnaval gaúcho que você admira: minha saudosa avó materna Iraldina Ferreira do Amarante
Um carnaval inesquecível: fevereiro de 2000 - mês de falecimento da matriarca da minha família, Iraldina Ferreira. Todas as filhas desfilaram como baianas em homenagem a minha saudosa avó na escola de samba Acadêmicos do Rio Branco.

Uma palavra: determinação
Um sonho: cursar a Escola de Formação de Saúde do Exército e ser médico
Um programa de TV: Um maluco no pedaço
Um filme: Mãos talentosas – A história de Benjamin Carson (minha inspiração profissional)
Um amigo ou amiga: Lucas Antônio e Taiana Silva (irmãos de outra família)
Uma música: tem duas. Gosto por igual – Vai voltar pra mim/ SPC e Feitiço/ Grupo Sem Comentários
Um defeito: perfeccionismo
Uma qualidade: autoconfiança
O que você vê de certo no carnaval: o amor puro e verdadeiro dos torcedores e alguns integrantes das agremiações que, independente das condições estão ali pra apoiar sua escola do coração. Isso pra mim é o que vale. Sem isso não há carnaval.


O que você vê de errado no carnaval: descaso de alguns destaques com a essência verdadeira de ser e fazer carnaval.
Uma história de carnaval: Poderia citar todos os desfiles dos Acadêmicos do Rio Branco, mas um em especial foi marcante pra mim. Minha primeira experiência desfilando como comissão de frente da escola com meus “Guris da Verde e Rosa com o tema sobre a Rainha Ginga (nossa primeira vez hahahaha), graças à confiança da presidente Claudete Bitencourt. Atingimos uma nota 10 e uma 9.9. Perdemos o estandarte de ouro da cidade porque outra escola desfilou com comissão de bailarinos do carnaval de Porto Alegre. Hoje, vários dos “guris” desfilam no carnaval da capital (que orgulho pro nego veio hahaha)
Mensagem aos leitores do Setor 1: Gostaria de iniciar meus agradecimentos ao precursor pra que hoje eu pudesse estar aqui deixando o meu recado, meu irmão e diretor Israel Ávila. Agradeço pela confiança e por todo o auxílio que vem me dando ao longo desta nova missão que me deste. Aprendi no meu trabalho que missão dada é missão cumprida! E finalizo meus agradecimentos a cada leitor que curte nossa fanpage nas redes sociais, que acompanha o nosso trabalho no site. Se hoje existe êxito e sucesso no nosso trabalho é em função do seu apoio incondicional seja através de mensagens positivas enviadas a todos da equipe ou através daquele "toque" especial que só os leitores assíduos sabem dar. Tenham a plena certeza de que nos esforçamos dia-a-dia ao máximo para sermos dignos do seu reconhecimento. Abraços e fiquem com Deus! Obrigado (10 milhões de vezes) :D