segunda-feira, 22 de junho de 2015

Da série "O Rosto da Escola" - Os Bonja

Hoje na série “O Rosto da Escola” vamos conhecer um pouco mais da história da Comissão de frente Os Bonja, que no ultimo carnaval defendeu as cores da Unidos de Vila Isabel, de Viamão.

 A história dos meninos começou igual a outras comissões de frente do nosso carnaval. São oriundos das extintas Alas de Pandeiros, com passagens por diversas agremiações, permaneceram como pandeiros até o ano de 2009, ano em que desfilaram com os Bambas da Orgia.

 Em 2012 surgiu a oportunidade de se tornarem comissão de frente, mais a missão não seria fácil, teriam que subsistir a premiadíssima CFBO, que já estavam na a anos em frente ao Bambas da Orgia. Foi um ano cheio de desconfiança, pois eram muitos jovens, mais mostraram que eram capazes, defenderam as cores da águia altaneira com maestria e foram agraciados com o maior prêmio do nosso carnaval, o estandarte de ouro de 2012. No ano seguinte tinham tudo para repetir o feito de um ano antes, mais a troca de direção impediu a permanência dos meninos na escola, então eles rumam para a verde e rosa da Padre Cacique.


 Na Praiana viveram o pior momento da comissão no carnaval. Entraram na avenida com o desfile da escola já em andamento, e claro que o fato não passaria despercebido, foram muitos criticados e até julgados pelo o povo carnavalesco.

"Fomos criticados, julgados. Mais o que poucas pessoas sabem é que só nos atrasamos porque ficamos ajudando a colocar os carros para a rua. E quando chegou a hora de nos ajudarem ninguém apareceu. Fizemos tudo sozinhos" - Diz Jairo (Tinga) coordenador da comissão de frente Os Bonja.

 A decepção foi tão grande que os meninos até pensaram em desistir de ser comissão. Até que surge a Unidos de Vila Isabel para dar novos ares ao grupo, disposto a dar a volta por cima, assumem o desafio de defenderem o manto da representante de Viamão no Grupo Especial. No Primeiro ano em frente a Vila Isabel, as coisas não ocorreram como eles imaginavam, na avenida não conseguiram desenvolver o trabalho elaborado.

 Já em 2015 tudo ocorria bem no pré- carnaval, até um desentendimento da comissão da escola, chegaram a se desligar da entidade a 4 dias do desfile. Novamente foram motivos de muitas críticas, mas felizmente voltaram e deram um verdadeiro show, com uma coreografia bem executada agitaram a galera no Porto Seco. E como recompensa foram uma das duas comissões indicadas ao estandarte de ouro 2015.


 Para o próximo ano a comissão ainda não sabe as cores que irão defender, mais garantem que a agremiação em que estiverem vão trabalhar muito para buscar o estandarte que não veio este ano.

 "Gostaríamos muito que as escolas olhassem um pouco mais para as comissões de frente. Pois todas trabalham muito para passarem bem na avenida. Sei que o nosso carnaval não esta preparado para nos verem como quesito, mais o mínimo que esperamos dos nossos presidentes é que eles possam ver o quanto nos esforçamos, nos doamos para realizar um belo trabalho.” – finaliza o coordenador.