segunda-feira, 29 de junho de 2015

Da série o Rosto da Escola - CFI


Hoje na série “O Rosto da Escola” vamos conhecer um pouco mais de uma das mais vitoriosas comissão de frente dos últimos carnavais. A premiadíssima  CFI (Comissão de Frente Imperadores).

A história da atual Comissão de Frente dos Imperadores do Samba iniciou em 1992, na extinta Beija-Flor do Sul. O hoje Mestre-Sala, Chula Silveira foi o responsável por reunir um grupo de amigos, que já tinham experiência em dança, e formar a comissão de frente, que serviu de base e escola para a atual CFI.

 Ao contrário de outras, a história da comissão não começou nas alas de pandeiro, mas na própria comissão de frente e em alas de passo marcado. Em 1993, ainda na Beija-Flor do Sul, Fabiano Araujo entra para a comissão de frente e assume o grupo e até hoje participa desse segmento carnavalesco que a cada carnaval surpreende cada vez mais.

 Com passagens por Praiana (1994), Copacabana (1995-1996), União da Vila do IAPI (1995-2001) e Unidos de Vila Isabel (2002-2009). Chegaram na Imperadores do Samba, no pós carnaval de 2009, e lá se vão seis carnavais a frente da escola do povo.


“Quando chegamos, a responsabilidade de abrir o desfile, de uma das maiores escolas do estado, era bem grande. Mas nosso esforço e dedicação foram maiores que a desconfiança de muitos que não acreditavam que poderíamos ocupar o lugar que estava nos sendo confiado pelo então presidente Luis Carlos Amorim.” - Diz Fabiano Araujo -Coordenador da CFI

            Em 2010, o desfile não foi bom, muito do que haviam planejado não saiu como queriam, mas o desejo de mudança e profissionalização era comum aos membros do grupo. Para 2011, a escola, através do presidente Amorim e do Diretor de Carnaval Bráulio Pontes, a escola decidiu investir pesado no trabalho da talentosa comissão e deram condições para os mesmos mostrarem do que eram capazes. Surgia aí uma parceria vitoriosa entre a Comissão de Frente, os coreógrafos Gil Colares e Juliana Vicari, o carnavalesco Silvio Oliveira, e o Figurinista e criador de fantasias Luciano Maia, rendeu a CFI o reconhecimento e impulsionou a querer aperfeiçoar o trabalho cada vez mais, para que hoje sejam considerados uma das melhores comissões de frente do carnaval de Porto Alegre.

            Já em 2011, o resultado da mudança apareceu, foram premiados com o Troféu Personagens da Folia de Melhor Comissão de Frente, e desde então, outros prêmios vieram, como o Troféu UDESCA 2012 e 2013; mais Personagens da Folia, 2012, 2013, 2014 e 2015; Estandarte de Ouro em 2013; Troféu Setor 1 em 2015; entre outros.


          Os Meninos trabalham intensamente, trabalho esse que se inicia no mês de maio, com reuniões, debates, confraternizações e mais adiante com os ensaios. Atualmente a CFI é formada por jovens que dedicam boa parte de seu tempo, no período pré-carnaval, para fazer o melhor na avenida. A tarefa não é simples, mas a cada novo desafio, buscam o melhor para o público carnavalesco.

“Coordenar esse grupo é um grande desafio e me causa muito orgulho, pois busco a perfeição e para isso, as cobranças são inevitáveis. Somos um grupo unido e que se entende muitas vezes no olhar, mérito de Gil Colares, com suas oficinas preparatórias. Nossa dança e expressão corporal também nos ajudam a ter esse mesmo entendimento, mérito de Juliana Vicari. Mas o que mais chama atenção nesse grupo é o sentimento de proteção que temos uns pelos outros, somos uma família, a família CFI.” Diz Fabiano.

Embora ainda não seja quesito no carnaval de Porto Alegre, o trabalho para 2016 já começou, já com a proposta do enredo a CFI já trabalha para dar mais um verdadeiro show para o público carnavalesco. E prometem mais uma vez trazer surpresas na avenida. Com a time escalado: Fabiano, Elio, Elton, Max, Kauan, Lucas, Pedro, Paulo, Adriano, Gabriel, Jederson, Luis, Patrick, Emerson e Thais, todos vão em busca  da resposta  para a pergunta que não quer calar: Vida vai...vida vem...Qual o mistério que a vida tem?