sexta-feira, 12 de junho de 2015

"Amor não é feito pra explicar..."

“Consideramos justas, todas as formas de amar!”. Embora a música já seja antiga, a frase ficou em alta este ano, graças a uma propaganda de uma marca de perfumes que deu vez e voz a todas as formas de amor. Aqui no Setor 1, não é de hoje que defendemos esta bandeira, a do amor, e a do “cada um deve ser feliz da forma que desejar!”

Por isso como matéria especial de Dia dos Namorados, escolhemos a historia de Ray e Tarciso, pra exemplificar como é grande o nosso amor por vocês, nosso leitor.

Você conhece ou já ouviu falar em Ray Bellos não é? Rei de Bateria da Academia de Samba Puro, empresário no ramo da alimentação, dedica boa parte do tempo aos negócios. Possui casa de religião na Restinga, onde também localiza-se o seu ateliê.

Queremos também apresentar a você o Tarciso Oliveira, trabalha na área de segurança privada e eventos além de ser estudante de administração.


Bom, Ray e Tarciso são namorados, e tiveram sua relação iniciada por um acaso, destes que o destino prega para nos apresentar a felicidade. Ray conta que após fazer compras de Natal, resolveu aceitar o convite de um amigo para jantar em um restaurante. No meio do caminho, o amigo ligou dizendo que levaria seu colega para conhecer o mesmo espaço. Quando olhou a recepção, quem estava lá? Tarciso! E assim iniciou a historia do casal, pontuada por momentos de muito amor e alegrias.

Como toda relação que difere do que a sociedade tacha por “normal”, o enlace do casal no inicio foi um pouco pontuado pelo preconceito da adversidade, e da dificuldade das pessoas em respeitar e aceitar o que é diferente:

“Inicialmente houve uma resistência por parte da família do Tarciso, por eles não estarem acostumados com a exposição a mídia e a esses  assuntos em especifico. Entretanto, posteriormente, a situação foi melhorando e hoje é tranquilo.” – conta Ray.

O sentimento do casal é pontuado por momentos em que o amor é o verdadeiro protagonista do espetáculo. Um relacionamento com divergências, mas que ao final, o respeito e o sentimento sempre vence:

“Uma vez, como todo casal, tivemos uma briga séria. Ficamos alguns dias nos falando somente o necessário. Nesse tempo pude clarear muitas idéias e conceitos relativos a nossa relação. Ali percebi que minha imagem não era o que prendia ele a mim. Que ele conseguia enxergar além do que eu represento na avenida. Percebi então o real valor dos nossos sentimentos.”


A emoção é visível quando Ray fala de Tarciso, e quando Tarciso fala de Ray. Daquelas alegrias que você não consegue deixar dentro do peito... daquelas vontades de gritar pra todo mundo ouvir. Questionados quanto a qual recado gostariam de deixar um ao outro, o resultado foi o seguinte:

De: Tarciso
Para: Ray

“Bê, queria dizer que essa fase em que vivo certamente é uma das melhores da minha vida. Tudo aconteceu tão rápido e ao mesmo tempo intenso. Hoje quero dizer que sou completo e o cara mais feliz do mundo. Te amo. Beijos”

De: Ray
Para: Tarciso

"Como ariano nato, sou muito intenso. Todo dia meu mor sabe o quanto o amo e quero estar ao lado dele. Hoje meu recado é de agradecimento por estar vivendo esse momento. Obrigado! Te amo, Bê!"

Para encerrar, o Setor 1 deixa algumas perguntas: Quem pode julgar ou condenar as formas de amar? Quem poderia dizer que a história de Ray e Tarciso não é tão linda ou emocionante como a de qualquer outro casal? Quem pode definir o que é indefinível?

Ao invés de ficar se perguntando, se questionando ou julgando, de um abraço em quem você ama! Beijo muito seus pares hoje e sempre! Amor é amor... não tem e não há explicação para emoções... que servem para serem vividas, e não explicadas!

Viva! Ame! E apaixone-se quantas vezes for preciso para ser feliz!
Feliz Dia dos Namorados a todos os nossos leitores apaixonados!