quarta-feira, 13 de maio de 2015

O movimentado troca troca no carnaval do Rio


Enquanto você estiver lendo esta coluna provavelmente mais alguém mudou de escola ou mais uma agremiação anunciou enredo tal o ritmo frenético que tomou conta do nosso carnaval. O de 2015 mal acabou e 2016 já está a pleno vapor.

Em meio a boatos e verdades de mudanças de escolas que não ocorreram como saídas e permanências, nós tivemos algumas que chamam bastante atenção.

Algumas escolas tradicionais resolverão inovar e se reinventar com a contratação de carnavalescos inovadores e jovens. Estamos falando do G.R.E.S. Portela e esta investindo e arriscando no carnaval do grande Paulo Barros e o G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira que resolveu arriscar no jovem e talentoso Leandro Vieira. Temos tambem o G.R.E.S. Unidos de Vila Isabel que contratou Alex de Souza, que levou o G.R.E.S. União da Ilha ao topo do carnaval carioca. A mesma q resolveu fazer uma dobradinha com os experientes Paulo Menezes e Jack Vasconcellos.


Por fim a Mocidade sai um pouco da mídia juntando o experiente Alexandre Louzada com a revelação da Unidos de Padre Miguel Edson Pereira garantindo assim qualidade e conquistando tranquilidade pra trabalhar que não teve esse ano. 

Com os interpretes não é diferente, mas por incrível q pareça, esse ano não teve muita movimentação nos microfones das escolas de samba. A única foi a G.R.E.S. Unidos de Vila Isabel que contratou o talentoso “pretinho” Igor Sorriso revelado e vindo do G.R.E.S. São Clemente, que manteve a politica de prata casa e efetivou o jovem Leozinho Nunes, vindo do carro de som da escola.

No comando da bateria, o G.R.E.S Imperatriz Leopodinense resolveu lançar no grupo de elite o jovem, porem experiente Luiz Alberto, o (mestre Lolo), q veio do G.R.E.S. União do Parque Curicica. E por fala em Imperatriz, não podemos esquecer do acontecido que pegou o mundo do samba de surpresa, foi o pedido de desligamento do premiadíssimo mestre-sala Phelipe Lemos, por razões essas q só é de conhecimento do próprio. E a escola ainda não contratou um substituto para fazer par com Raphaela Theodoro.


O G.R.E.S. União da Ilha, também resolveu mudar a sua defensora do Pavilhão. Dispensou Cristiane Caldas e promoveu a 2ª porta bandeira Shayenne Santos.

É minha gente, muita coisa ainda acontecerá e vamos ficar atentos que o troca-troca está movimentado.


Até a próxima!
Beijos e abraços do Beija Flor