sexta-feira, 27 de março de 2015

"...minha mãe: Mais uma Imperatriz da Leopoldina!"

Foto: Arquivo pessoal


Por Fabrício Lemos - Passista
Convidado especial 


Durante os meses de folia estamos habituados em assistir, procurar e falar dos artistas que constrói nosso Carnaval, hoje eu Fabrício Lemos to aqui pra reportar um pouco a história de minha mãe, mais uma Imperatriz da Leopoldina.

Maria Helena, sócio-fundadora , conselheira , torcedora da escola Imperatriz dona Leopoldina.

Tua historia com a imperatriz inicia quando? - Sou imperatriz desde sempre... Mas a escola começou numa conversa na antiga padaria da D.Teresa lá na comunidade, se via a necessidade de  um espaço lazer pois todos fundadores eram carnavalescos estavam indo morar em um bairro onde não tinha nenhuma escola de samba.

A partir daí ? - A escola foi crescendo aos poucos nossos ensaios ocorriam na praça México. A comunidade foi abraçando a imperatriz.

Carnaval inesquecível? - "Se a meia noite tem assombração ! É é a Leopoldina hoje é bicho papão " [ canta ] o ano do relógio foi o amadurecimento da escola, um samba maravilhoso, na voz do Sandro Ferraz  a escola tava linda ...

Foto: Arquivo pessoal

História marcante? - Não me recordo o ano específico, mas teve um que a Imperatriz desfilou na avenida e se classificou pra desfilar novamente nas campeãs, porém a escola não tinha mais os instrumentos pois o responsável por eles praticamente os penhorou pra pagar o carreto na noite de desfiles e a escola passou as campeãs com meia dúzia de instrumentos .... As arquibancadas sem entender, foi terrível! Outros anos ruins foram da cachaça e areia foram sofridos também ... Risos... O último ainda sobre o sol escaldante do meio dia

Suas funções na escola? - Sempre gostei de trabalhar com a parte social e eventos foram essas as funções que mais desempenhei , trabalhei intensamente com Marcos Vargas primeiro presidente da escola , fui diretora departamento feminino do Victor Hugo Amaro e vice presidente do Maurício Nunes.

Como foi  a vice-presidência? - A escola vinha de um carnaval terrível escapando de um rebaixamento tinha a necessidade de mudar, apostar e se viu no Maurício essa figura ele já estava na escola, porém não tinha notoriedade dentro da comunidade e da escola pra vencer a eleição. Assim fui a vice dele e os cercamos pra dar o respaldo no início do seu trabalho, já de cara tiramos 3° lugar com " F esta pra uma rainha negra na corte da negra Imperatriz".

Título? - Grande emoção! Neste dia não quis ir para apuração fiquei quietinha em casa assistindo, nós sabíamos que tínhamos feito um belo desfile, porém as circunstâncias fazia com que pensássemos um pouco mais baixo devido ao temporal que desabou a quadra... Na apuração estávamos em 5° e de repente foi 10 10 10 quando Maurício saraiva disse que a Imperatriz era a campeã pensei que ia infarta não controla meus sentimentos... Chorava de emoção, logo sai de casa para ir até a quadra me deparei com umas das imagens mais lindas, parecia final de campeonato todos vibrando na comunidade subindo em carreata até a quadra foi lindo grande emoção.

Representatividades na escola? - Dona Mariazinha , Pelé, Victor Hugo Amaro, Mister, Maurício e família Nunes Santos, Heleninha, Meu filho acredito que seja uma hoje, todas as outras mulheres desta escola como Kátia, Denise, Tia Tânia, Carmem entre outras.

Resumo de tudo? - Imperatriz é amor, doação, família é emoção não há como ficar frio diante do calor que essa escola me trás , criei meus filhos, vi a escola cresce e hoje é uma realidade de carnaval uma das quatro forças.... Espero que próximos carnavais sejam melhores que esses dois que passaram... Vida longa a minha Imperatriz !