domingo, 15 de março de 2015

Da série: Os guardiões...


Guardiões: O bailado e a dança nobre do casal de Mestre Sala e Porta Bandeira em Porto Alegre.
Sabemos que a dança do casal símbolo do carnaval é oriunda dos Ranchos Carnavalescos da capital do samba, o Rio de Janeiro, que a bandeira das escolas de samba tem origens nos estandartes, são alguns dos segredos revelados da dupla... Porém, a cultura que conhecemos hoje, daqueles que dançam, portam, ostentam, protegem e apresentam o sagrado pavilhão das entidades carnavalescas tem uma serie de regras, que terão, aos poucos, uma busca por entendimento e esclarecimentos.

Como mestre sala, verifico que ainda há muito que pesquisar, compreender, resgatar e aprender acerca do quesito e da história desta magnífica dança e de todo o gestual que existe e envolve a dupla que ostenta as bandeiras do carnaval. Lanço aqui um desafio, mas não só para mim, mas para todo aquele que conhece um pouco e queira colaborar. Contando sempre, com toda a humildade de um eterno aprendiz sobre o assunto, quero aqui relatar e comentar algumas funções acerca do ritual do casal de Mestre Sala e Porta Bandeira... munido da máxima de Paulo Freire que nos orienta dizendo que [...]“...
quem ensina aprende ao ensinar, e quem aprende ensina ao aprender...”[...].
Mito para uns, falta de conhecimento para outros, o certo é que algumas regras de conduta para com o casal, e, o que se deve e o que não devemos fazer diante dos sagrados pavilhões das Escolas de Samba, vão gerar aqui uma série de textos discorrendo de alguns segredos, experiências, orientações, aprendizado e troca de informações, para não fazermos feio, quando apresentar e quando nos for apresentado o pavilhão ou a bandeira das escolas de samba.

Para esta atividade, de difícil realização, vou recorrer à literaturas, a materiais já escritos e do auxílio dos ‘
mais experientes’ na função, para revelar alguns segredinhos e esclarecer algumas dúvidas sobre o riquíssimo cerimonial da tríade (como definiu Renata Sá Gonçalves) da dança nobre no carnaval realizada pelo mestre sala, a porta bandeira e a bandeira... vamos juntos conhecer e reconhecer muitos aspectos desta cultura. Topam o desafio?
Fontes:
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa-21ª Edição- São Paulo. Editora Paz e Terra, 2002.
GONÇALVES, Renata de Sá. A Dança Nobre do Carnaval. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2010