quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Setor 1 na Minha Quadra - Imperatriz Dona Leopoldina



EQUIPE SETOR 1

Noite de ontem (21) a equipe do Setor 1 visitou o ensaio da Imperatriz Dona Leopoldina e foi conhecer um pouco como está sendo o trabalho da escola para o próximo carnaval. Com o enredo “Tenho Samba Com Rumba! Sou Imperatriz y soy Cuba!”, do carnavalesco Leandro Valente, a Imperatriz irá encerrar os desfiles do Grupo Especial no sábado de carnaval.

A quadra da escola recebeu um bom público para o ensaio de ontem e também visitas especiais, como a da Corte do Carnaval 2015.

HARMONIA MUSICAL

Taroba, diretor da harmonia musical da Imperatriz, explica que a escola está trabalhando com a harmonia rumo à 2015 desde agosto, com a chegada do samba enredo (de autoria de Vinicius Maroni, Vinicius Brito, Saimon, Tom Astral e Arilson Trindade). De acordo com o diretor, a harmonia da Leopoldina será composta por 2 cavacos, um com afinação de bandolim. Um violão 6 outro 7 cordas, 5 vozes de apoio e o intérprete oficial, Alexandre Belo.



E o intérprete, que em 2015 retorna à escola após cantar pela última vez em 2010 (ano do título da Leopoldina), completa 9 anos cantando na Leopoldina, entre idas e vindas. “É a minha comunidade, não adianta”, revela Belo. Para chegar com tudo na avenida, Alexandre Belo afirma que cuida da voz, evitando excessos e procura ficar tranquilo para executar um bom trabalho. “Tranquilidade é tudo”.

BATERIA:

Enquanto o ensaio ainda não começava, nossa equipe flagrou a bateria Laranja Mecânica, comandada pelo mestre Douglas Breque, fazendo o ensaio de sua coreografia para o desfile. Os ritmistas, atentos às ordens do mestre, executaram todos os movimentos que, ao que tudo indica, terá grande impacto na avenida.

Douglas Breque conversou conosco sobre a expectativa para o desfile, já que ele estreia nessa posição de mestre. “É muita responsabilidade, como vocês podem ver é um trabalho intenso de ensaio. Graças a Deus eu estou conseguindo fazer um trabalho legal com os ritmistas e espero conseguir as notas 10”.  Ao todo, serão 187 ritmistas na bateria Laranja Mecânica.

MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA

Se na parte da música, a Imperatriz está muito bem servida, o mesmo também pode-se dizer na parte de dança. Responsáveis por defender o pavilhão da escola, Chula e Priscila estreiam na casa após 4 anos defendendo o pavilhão do Estado Maior da Restinga. Juntos à 7 anos, o casal mantém uma rotina de ensaios e uma preparação regrada para o desfile.


De acordo com Chula, os ensaios tem sido de, em média, duas horas por dia, três vezes por semana, mas que na próxima semana, serão todos os dias. “Já trabalhamos na avenida também. E agora na semana será mais intenso porque chega o material da fantasia e aí a gente se prepara para ver dimensão da roupa, coreografia da avenida, tudo para dar o melhor da gente. Agora é trabalhar com afinco”, afirma.

DIREÇÃO DE CARNAVAL

Helvio Dias, diretor da comissão de carnaval da Imperatriz. “Todas as escolas estão com dificuldades, e a Imperatriz não foge muito disso. Mas o nosso barracão está a mil por hora. Quase todas as fantasias estão prontas, como a da bateria por exemplo. O trabalho de alegorias está em andamento... Terminaremos a tempo do carnaval, tranquilamente. O grupo de trabalho da escola é bom, destaques, bateria, harmonia. A gente concluindo o nosso projeto de fantasias e alegorias com tudo o que foi pensado, a Imperatriz é forte candidata ao título, com certeza.”

Sobre as surpresas para o desfile, ele destaca o primeiro setor da escola, todo com temática afro. “A surpresa do nosso carnaval é o primeiro setor, muito forte. E as baianas serão um ponto a parte. As baianas da Imperatriz vão emocionar o público.”

FALA DA PRESIDENTE

Para a presidente Juciane Afrausino, o carnaval de 2015 será um carnaval de superação. “O carnaval de 2015 vai ser um carnaval de superação para todas as escolas. O carnaval de Porto Alegre precisa de uma mudança rápida principalmente ao que se refere à estrutura do carnaval e recursos. Precisamos de mais apoiadores. Todos os presidentes são guerreiros em tentar colocar as escolas na avenida com todas essas dificuldades que estamos passando. Mas eu sigo firme na luta. Como diz o nosso samba “Yo me voy com a Imperatriz!”

A Imperatriz vai para o Porto Seco com 1500 componentes, 22 alas e 4 alegorias.