domingo, 25 de janeiro de 2015

O Grupo de Acesso de São Paulo em 2015

Grupo de Acesso desfila no sambódromo, no domingo de carnaval. Foto: Reprodução site Prefeitura SP.

O grupo de Acesso do carnaval paulistano desfila no Sambódromo do Anhembi no domingo de carnaval, 15 de fevereiro. Ao todo, 8 escolas disputam as duas vagas que dão direito ao desfile na elite do carnaval no ano seguinte. Em 2015, desfilam no Grupo de Acesso escolas que nunca estiveram no grupo principal e outras grandes campeãs da folia de São Paulo. Acompanhe agora um pouco do que será mostrado na avenida por Independente Tricolor, Colorado do Brás, Unidos do Peruche, Camisa Verde e Branco, Imperador do Ipiranga, Morro da Casa Verde, Leandro de Itaquera e Pérola Negra.

INDEPENDENTE TRICOLOR



Campeã do Grupo I em 2014, a Independente Tricolor foi fundada na década de 80 e tem ligações com o time do São Paulo, herdando inclusive suas cores: o preto, o branco e o vermelho. Disputando pela primeira vez no grupo, a escola promete fazer bonito, levando para a avenida o enredo “Bravos, à Luta”, saudando heróis e referências negras, através da dança Indlamu, dança de guerra do povo zulu.

COLORADO DO BRÁS



A Colorado do Brás já esteve no grupo principal no início dos anos 90, mas não se manteve. Após anos nos grupos de baixo, a escola, que foi 5ª colocada no Acesso em 2014, deseja retornar à elite do samba paulistano com o enredo “Maktub - Estória de mil e uma histórias”. Com as cores vermelho e branco, a escola foi fundada em 1975, completando portanto em 2015, 40 anos de história.

UNIDOS DO PERUCHE



Campeã em 1965, 1966 e 1967, a Unidos do Peruche é uma das mais tradicionais escolas de samba de São Paulo. Conhecida como “Filial do Samba”, a escola tem em suas cores o azul, verde, amarelo e branco, as cores da bandeira nacional. Longe da elite desde 2011 e 7a colocada em 2014 no Acesso, a Peruche levará para a avenida uma lenda africana como enredo: “Karabá e a Lenda do Menino do Coração de Ouro”. Como reforço no time para o próximo carnaval, a Peruche terá a presença do intérprete Quinho no carro de som, além da tradicional Bateria Rolo Compressor, como é conhecida a bateria da escola.

CAMISA VERDE E BRANCO



Ao lado de Vai-Vai, Nenê e Rosas, o Camisa Verde e Branco dominou a folia paulistana nas décadas de 70, 80 e início dos anos 90. Ao longo de seus mais de 60 anos (a agremiação, na verdade, surgiu como grupo carnavalesco em 1914, virou cordão em 1953 e só virou escola em 1972), possui 9 títulos no carnaval paulistano, sendo a primeira escola a ser tetracampeã do carnaval (74,75,76 e 77). Seu último título foi em 1993. Nos últimos anos, a escola teve como melhor classificação no Especial, um vice-campeonato em 2002. Após, enfrenta o rebaixamento em 2006. Volta em 2007, mas é rebaixada novamente em 2008 e 2012. Disposta a reconquistar sua glória na elite do carnaval, após ficar em 3º lugar no Acesso em 2014, o Camisa levará para a avenida o enredo “Eu acredito em previsões, e você?”.

IMPERADOR DO IPIRANGA



A primeira escola de samba de São Paulo a ter uma mulher como carnavalesca (Maria Apparecida Urbano), a Imperador do Ipiranga já figurou na elite do carnaval paulistano por alguns anos, mas sua última aparição no Especial foi em 2010. Para voltar a disputar com as escolas do grupo principal, a azul e amarelo levará para a avenida o enredo “Oxente! Cabra da Peste. A Imperador chegou para coroar a nação do Nordeste”. A escola, que foi 6ª colocada no Acesso em 2014, terá entre seus destaques na avenida, o Passista de Ouro do Acadêmicos de Gravataí, Eder Gauchinho, como destaque de chão.

MORRO DA CASA VERDE



Com o tradicional verde e rosa nas cores da bandeira, o Morro da Casa Verde foi fundada em 1962 e esteve no Especial na década de 70. Após, passou por um momento de turbulência, retornando à elite nos anos 2000, onde ficou até 2002, seu último ano entre as grandes da folia. Quarta colocada em 2014, a escola levará para a avenida o enredo “Entre plumas e paetês”, falando sobre esses dois materiais marcantes do carnaval.

LEANDRO DE ITAQUERA



A escola, que surgiu após a filha de Seu Leandro pedir uma escola de samba de aniversário ao pai, tornou-se uma das mais tradicionais da cidade. E a filha (Karin), que ganhou a escola de samba de presente, hoje defende o pavilhão da mesma na avenida. Com as cores vermelho e branco, a Leandro de Itaquera nunca foi campeã do Grupo Especial, mas guarda em sua história desfiles marcantes na elite, como o de 1989, ano em que estreou no grupo principal, como enredo “Babalotim – A História dos Afoxés”, tendo um dos sambas mais cantados do carnaval paulistano. Sua melhor classificação no grupo principal foi um 4º lugar, em 1991. Rebaixada em 2014, a Leandro aposta na temática afro (que já lhe rendeu bons desfiles no Acesso e a volta ao Especial, como em 1996, 2008 e 2013, quando também levou temas afros para a avenida). O enredo “Invencível”, homenageia o líder Nelson Mandela e é desenvolvido por Mauro Aurélio Ruffinn.

PÉROLA NEGRA



A tradicional escola do bairro da Vila Madalena será a responsável por encerrar os desfiles do Grupo de Acesso no carnaval 2015. De volta ao grupo, após o rebaixamento do Especial em 2014, a Pérola Negra contará a história do seu símbolo, através do enredo “Pérolas”, do experiente carnavalesco Fábio Borges, que estreia na escola. Com as cores vermelho, preto, azul e branco, a Pérola Negra tentará repetir o feito de 2013, quando, após o rebaixamento do Especial no ano anterior, sagrou-se campeã do Acesso e retornou à elite da folia paulistana.

*Colaboração Martina Velleda