quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Encerrando o sábado no Anhembi

Viviane Rodrigues é a madrinha da bateria do Tatuapé, 5ª escola a desfilar no sábado. Foto: Taba Benedicto

Você já acompanhou aqui o que as quatro primeiras escolas de samba que desfilarão no sábado de carnaval (Vila Maria, Gaviões, Mocidade e Império) irão mostrar na avenida. Agora chegou a vez das outras três escolas que fecharão os desfiles do Grupo Especial de São Paulo em 2015, no dia 14 de fevereiro: Acadêmicos do Tatuapé, Vai-Vai e X-9 Paulistana.

ACADÊMICOS DO TATUAPÉ



Com mais de 60 anos de história, a Acadêmicos do Tatuapé será a quinta escola a pisar na avenida. Ao longo de sua trajetória no carnaval, a escola sempre buscou estar entre as grandes da folia. Ainda na década de 80 chegou a afastar-se do carnaval, porém, nos anos 90 retornou aos desfiles até chegar ao grupo principal em 2004, quando foi campeã do Acesso no ano anterior. Ficou na elite por três anos (2004, 2005, 2006). Retornou em 2013 e já em 2014 ficou na 6ª colocação. Sonhando em conquistar o título inédito de campeã do carnaval, a escola levará para a avenida o enredo “Ouro, Símbolo da Riqueza e Ambição”, do carnavalesco Mauro Xuxa. A Acadêmicos do Tatuapé tem as cores azul e branco e tem à frente de sua bateria, já há 3 anos, a gaúcha Viviane Rodrigues, atualmente madrinha da bateria Qualidade Especial.

VAI-VAI



A maior campeã do carnaval de São Paulo (14 títulos) e a mais antiga entidade carnavalesca paulistana em atividade (85 anos), o Vai-Vai será a penúltima escola da noite. Com as cores preto e branco, a tradição do bairro do Bixiga trará para o Anhembi o enredo “Simplesmente Elis. A Fábula de uma Voz na Transversal do Tempo”, desenvolvido por uma comissão de carnaval, que tem entre seus integrantes, Alexandre Louzada, que já fora campeão com a escola em 2011, ano do último título da Vai-Vai. Nona colocada em 2014, a escola promete um carnaval inesquecível para 2015. Tendo Mestre Tadeu comandando a bateria Pegada de Macaco há mais de 40 anos e Gilsinho e Márcio Alexandre como intérpretes, a Vai-Vai pretende emocionar a avenida, cantando um dos sambas mais elogiados da safra do ano.

X-9 PAULISTANA



Querendo quebrar o jejum de títulos (seu último campeonato foi em 2000) e voltar a brilhar entre as grandes, a X-9 Paulistana, 11ª colocada em 2014, será a responsável por encerrar os desfiles do Grupo Especial de São Paulo, já na manhã de domingo. A verde, vermelho e branco renovou a equipe para este carnaval, trazendo o experiente carnavalesco André Machado, que criou o enredo “Sambando na chuva, num pé d'água ou na garoa, sou a X-9 numa boa!”. A escola, que enfrentou uma das maiores tempestades durante seu desfile ano passado (inclusive com granizo caindo na pista), buscou inspiração na própria chuva para fazer seu carnaval. Dona de dois títulos na elite paulistana e tendo Royce do Cavaco como intérprete, a X-9 quer encerrar o carnaval de São Paulo com uma chuva de notas 10 e com o terceiro título de campeã.

*Colaboração Martina Velleda