quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Da série: "Guardiões 2015" - Grupo de Acesso

Por Ramão Carvalho


Olá! A partir de hoje, vamos lançar um olhar para um dos quesitos bem importantes para uma escola sagrar-se campeã do carnaval. Iremos falar sobre os casais de Mestre Sala e Porta Bandeira do Carnaval de Porto Alegre. Aqueles que vão portar, apresentar e conduzir os primeiros pavilhões das 24 escolas que compõem os três grupos do carnaval: Grupo de Acesso, Grupo Intermediário A e Grupo Especial. Esclarecendo que:

[...] O casal, não forma exatamente uma dupla, mas sim uma tríade. A formação dessa tríade – bandeira, porta-bandeira e mestre-sala – é gradual. Depende, em grande parte, da relação estabelecida entre quem dança, com quem e para quem dança e só se concretiza com e na presença de outros. [...] (RENATA SÁ GONÇALVES)

Lembrando também que no carnaval a bandeira assume mesmo uma função importantíssima que é a de “documento de identidade”, dialogando com o passado, estando no presente, fará uma ligação com o futuro do grupo, e esta dupla, responsável pelo pavilhão oficial, vai representar esta identificação com toda a escola. Por isso, vamos apresentar os casais que apresentarão estas bandeiras, começando pelo Grupo de Acesso.

Vila Mapa
Silvia Barreto e Carlos Eduardo. O casal dança desde o ano de 2009. A porta bandeira Sílvia Barreto tem larga experiência na dança, pois já bailou desde os anos 90 ao lado de grandes nomes da dança nobre do carnaval, destaque para a passagem por diversos anos portando a bandeira da União da Vila do IAPI entre outras escolas de samba da capital e do interior do Estado. Atualmente ela faz parte do corpo de jurados do carnaval de São Paulo. Carlos Eduardo formou sua carreira de primeiro mestre sala na Embaixadores do Ritmo, para depois formar par com Sílvia, onde acumulam excelentes notas e premiações. Para 2015, virão defendendo a bandeira do escorpião da Unidos de Vila Mapa.

União da Tinga
Cintia Machado e Alexandre Barbosa: Casal experiente, que volta a dançar juntos depois de 14 anos. A porta bandeira já dançou em diversas escolas de samba da capital e pelo interior do estado. O mestre sala, conhecido e reconhecido, premiado em diversas circunstâncias em que desfilou, cortejando grandes nomes da dança aristocrática do carnaval. Alexandre e Cíntia vão reviver o par que formaram em 1999 e 2000, quando defenderam o pavilhão da Imperatriz Dona Leopoldina. Em 2015 seremos brindados com o bailado do casal, que trará para a avenida a bandeira do pavão, da verde, vermelho e amarelo da Restinga, a União da Tinga.

Fidalgos e Aristocratas
Andrea Correia e Cristiano Brocuá. O casal se formou recentemente. Ela é uma carnavalesca multi-funções, pois além de ser porta bandeira, foi cabrocha e  porta estandarte, e é costureira, aderecista, decoradora... experiente na dança com os pavilhões, junta a sua vivencia carnavalesca a de Cristiano Brocuá para juntos bailar com o pavilhão da tricolor da Ipiranga, Fidalgos e Aristocratas.

Acadêmicos da Orgia
Adriana Medeiros e Everton Rodrigues. O casal dança desde 2014. A porta bandeira iniciou sua carreira portando o estandarte em diversas escolas de samba, mais tarde passou a portar a bandeira, sendo no carnaval passado, ambos, o primeiro casal da escola de samba Realeza, sagrando-se, junto com a escola os campeões do Grupo de Acesso. O mestre sala é experiente na função e já desfilou por diversas escolas de samba do carnaval gaúcho. Em 2015 vão portar e conduzir a bandeira do papagaio, da verde e branco Acadêmicos da Orgia.

Escola de Samba da Glória
Vivian e Guto. O casal vai dançar na estréia da escola do Grupo de Acesso. Guto é experiente mestre sala, entre diversas escolas, tem passagens por Unidos de Vila Isabel, onde despontou como primeiro mestre sala. Desta vez, vai cortejar a estreante porta bandeira Vivian. Para o carnaval de 2015 a dupla vai conduzir o pavilhão da borboleta, da escola azul, verde e branco, Grêmio Recreativo Social, Cultural, Beneficente Escola de Samba da Glória.

Protegidos da Princesa Isabel
Ariele e Cristiano Centeno. O casal se formou no pré-carnaval. É a primeira vez que a porta bandeira será responsável pelo primeiro pavilhão, um desafio para a dupla. O mestre sala Cristiano é experiente na função e tem larga vivência na avenida, uma vez que já conduziu renomadas portas bandeiras pelas avenidas do carnaval. Juntos, em 2015 vão desfraldar o pavilhão da Protegidos da Princesa Isabel, escola do saudoso Bastião.