quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Até quando o carnaval vai resistir calado?


Hoje, zapeando pelos meus grupos no Facebook, acabei encontrando isso (vídeo abaixo), postado pelo amigo Gilberto Bica: uma linda homenagem uruguaia, à uma agremiação Brasileira. Não me impressionaria, não fosse essa escola de samba de Porto Alegre. Imperadores do Samba. No vídeo, é cantado o samba de 1999 da escola, "A lenda do Arco Íris", e cantado com muito amor, percebe - se.

Em meio a tumultos, problemas com a prefeitura (problemas esses que duram anos, com promessas não cumpridas, e ilusão ano após ano), especulação de atrasos nos barracões, poucos recursos, é sempre bom ternos injeção de ânimo e auto-estima.

Querendo ou não, o carnaval de Porto Alegre está virando um poço de incertezas, não sabemos onde vamos parar, parece que aceitamos todos os insultos nada silenciosos dos nossos governantes que não governam para o povo. Esta semana, foi decretado que o carnaval de rua da Cidade Baixa vai ter sua dispersão na orla do Guaíba, e parece que nada podemos fazer. Só o carnaval incomoda. A festa acontece uma vez por ano, mas é a que mais sofre interferências negativas das autoridades.


Voltando ao assunto principal do post, que é como resistir com o samba à tantas incertezas e pouca direção, penso que, pra nós, que amamos o nosso carnaval, e vivemos reclamando dele estar em ruínas, talvez seja bom ver esse tipo homenagem a uma agremiação nossa, já que queremos sempre ver a nossa cultura assim, em evidência, ultrapassando fronteiras, e nos dando forças pra continuar acreditando.