sábado, 6 de dezembro de 2014

São Leopoldo apresenta suas candidatas à corte do município

Candidatas foram apresentadas em coquetel, junto ao Rei Momo Ivo, que segue no posto para 2015. Foto: Édy Dutra

As candidatas à rainha do carnaval 2015 de São Leopoldo foram apresentadas por seus presidentes num encontro promovido pela Associação carnavalesca da cidade, na noite desta sexta-feira, 05.

Ao todo, 12 meninas irão disputar a coroa de soberana do carnaval leopoldense, no concurso que será realizado no dia 13 (sábado), na quadra do Império do Sol.

O presidente da Associação, Evandro Santos, o Dinho, falou para as candidatas as questões gerais do concurso, de como irá proceder o processo de escolha da nova rainha. Os presidentes das escolas também falaram, manifestando suas opiniões e, principalmente, fazendo uma fala forte, sobre a união dos carnavalescos em prol de sua cultura e a representatividade que a Corte terá nesse contexto.

O secretário municipal da Cultura, Francisco Luiz Weinmann, também esteve presente no evento e conversou rapidamente com nossa equipe, sobre o trabalho da Secretaria para a realização dos desfiles das escolas de samba em São Leopoldo no próximo ano.

SETOR 1: Já estamos em dezembro, praticamente véspera do carnaval. Qual o trabalho que a Secretaria de Cultura está fazendo para colocar o carnaval de São Leopoldo na rua?
SEC. FRANCISCO WEINMANN: Nós estamos começando com esse incentivo à festa da escolha da corte do carnaval, e também buscando parceiros para viabilizar essa festa, que já está garantida. E para o carnaval de rua, agora nós vamos atrás de mais parceiros, com a Lei Rouanet aprovada para o carnaval de São Leopoldo. Então agora é colocar a lei embaixo do braço e bater na porta dos parceiros, empresas, empresários, que tenham interesse em contribuir para a festa. Já temos contatos também com empresas de grande porte, que manifestaram interesse em participar não apenas do carnaval, mas fechar um pacote para as três grandes festas do município: o carnaval, a São Leopoldo Fest, que é o aniversário da cidade, e mais uma festa de diversidade cultural, que estamos planejando fazer em novembro, também para a cultura afro neste mês, então estamos em tratativas para que isso se viabilize da melhor maneira possível.

S1: Há a intenção da secretaria de cultura em manter também o trabalho do carnaval o ano inteiro junto com a Associação Carnavalesca, com a corte?
SEC. FRANCISCO WEINMANN: A nossa ideia é essa. Nós chamamos a atenção para que a corte também participe um pouco mais da sociedade como um todo, com trabalho voluntário, por exemplo, não apenas no carnaval. O voluntário é importante, pois ele cria um caminho junto da comunidade, que acaba aceitando mais também, pois a gente sabe que há outras prioridades no município, como saúde, educação, segurança e se o carnaval se fizer anda mais presente, esse preconceito com a cultura pode diminuir. E a gente vai trabalhar para que isso realmente seja real, concreto.