sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Secretário de Cultura de Novo Hamburgo faz esclarecimentos sobre o carnaval da cidade

Após a divulgação de oficio enviado pela Escola de Samba Cruzeiro do Sul de Novo Hamburgo, no qual a escola informava seu licenciamento do carnaval daquela cidade, o Secretário Municipal de Cultura Carlos Mosmamm, em ligação a redação do site Setor 1 solicitou espaço deste veiculo de comunicação para fazer os devidos esclarecimentos, bem como a divulgação do calendário de eventos do carnaval 2015 do Município. Segue documento enviado pela SECULT (Secretaria Municipal de Cultura).


Novo Hamburgo, 14 de Novembro de 2015
Ao Ilmo. Jornalista Israel Ávila – Diretor do site carnavalesco Setor 1

A SECULT/NH, embora lamente, respeita a decisão da Sociedade Cruzeiro do Sul de não participar dos desfiles de Carnaval da cidade em 2015 e 2016. Lamenta por reconhecer a Cruzeiro como uma das mais tradicionais sociedades de origem negra do Rio Grande do Sul e do país, entidade que escreveu uma dignificante história ao longo de seus 92 anos de existência, não só no campo da cultura e do carnaval, mas também no esporte e na vida social da cidade.

            Compreendendo que a ausência da Cruzeiro do Sul no desfile será, caso confirmada, inquestionavelmente, uma perda para o carnaval de Novo Hamburgo, da região e do Estado, a SECULT considera importante esclarecer a comunidade sobre as razões alegadas pela diretoria da entidade para tal atitude.

            Parte destas são de economia interna, versando sobre a dificuldade de realizar os mínimos investimentos necessários para manter a segurança da sede da sociedade.

Carlos Mosmamm - Secretário de Cultura de NH - Foto reprodução de arquivo pessoal
           
 Outra parte, no entanto, se embasa na alegada ausência de definição quanto à forma de participação do município na realização do carnaval 2015. Estas exigem esclarecimentos, dirigidos tanto à comunidade que construiu esta histórica entidade, como a todos os demais carnavalescos.

            É muito estranho que se fale em indefinição quanto às subvenções do município para as entidades carnavalescas. A sra. Lezi Goulart, presidente da Cruzeiro, vinha participando das reuniões da SECULT com as Escolas de Samba do Município realizadas ao longo do ano. Nestas reuniões, a SECULT já havia indicado claramente que esta ajuda de custo seria, no mínimo, igual à do ano passado, com correção inflacionária. Este comprometimento, aliás, foi explícito na última reunião da qual participou a presidente da Cruzeiro, no dia 06 de novembro. Ela tinha, portanto, plena consciência do patamar mínimo de recursos com os quais poderia contar.

            Desta reunião participaram representantes das escolas Aí Vem os Marujos, Cruzeiro do Sul, Portela do Sul e Protegidos da Princesa Isabel, além do secretário municipal de Cultura, Carlos Mosmann, do diretor de Cultura, Eliandro Cantini, da chefe de gabinete da SECULT, Bernadete Luz e da servidora municipal Isabel Cristina Flores.

            Acresce ser absolutamente corriqueiro que as definições sobre as verbas para o Carnaval aconteçam nesta época do ano, porque é justamente quando se definem os orçamentos públicos.

Vale lembrar que houve uma situação realmente difícil foi no Carnaval deste ano, de 2014, pois não foram aprovadas as prestações de contas da Associação das Entidades Carnavalescas de Novo Hamburgo, que até então repassava os recursos para as Escolas. Em razão desta dificuldade, com as contas da Associação, foi necessário um intenso trabalho de atualização da documentação de cada uma das Escolas do Município, para que pudessem receber estes recursos diretamente do Município.

            A Cruzeiro do Sul, graças ao esforço do seu Diretor de Carnaval de então, Odilto Anselmo, com apoio de sua equipe, conseguiu regularizar esta documentação duas semanas antes do desfile. Mesmo assim, participou e sagrou-se campeã, apresentando um espetáculo cuja qualidade impressionou a todos que a assistiram na avenida. Todos estes fatos foram fartamente noticiados pela imprensa e são de conhecimento de toda a comunidade carnavalesca.

            Finalmente, cabe ressaltar que a sra. Lezi Goulart declinou do convite para a mais recente reunião das Escolas com a SECULT, realizada no último dia 12. Parece-nos que já havia, então, uma decisão de não participar do desfile de Carnaval. Houvesse participado, já teria informação suficiente para ausentar-se do Carnaval, não pelas razões alegadas, mas por dificuldades financeiras da Sociedade e decisões administrativas internas. Sobre estas, não nos cabe comentar.

            Aproveito para solicitar-lhe a fineza de já divulgar o Calendário acertado com as Escolas de Novo Hamburgo para o Carnaval da cidade.

10/jan - Escolha da rainha, da princesa e apresentação dos sambas enredo.
24/jan – Muamba no bairro Santo Afonso
15/fev – Muamba na pista de eventos.
21/fev – Desfile oficial.

Carlos Mosmann
Secretário Municipal da Cultura