domingo, 26 de outubro de 2014

Festa inesquecível da música


Oi gente, tudo bem? Espero que sim. Pois bem, falarei desta vez pra vocês sobre a 10ª FESTA NACIONAL DA MÙSICA, que ocorreu de 19 a 23 de Outubro.

          Anualmente, Canela recebe os maiores nomes da música da América Latina. Cantores, instrumentistas, arranjadores, empresários e produtores musicais; enfim; todos que fazem parte do universo mágico da música passam alguns dias no Hotel Laje de Pedra na serra gaúcha; fazendo, debatendo e curtindo o que mais gostam: música!

          A festa idealizada anos atrás por Fernando Vieira tornou-se parada obrigatória para a maioria dos grandes artistas nacionais e internacionais e nela também sempre há homenagens àqueles que contribuem de forma destacada no cenário musical.


         Sertanejos, roqueiros, sambistas, tradicionalistas, forrozeiros, reagueiros se misturam, misturam seus sons e trocam idéias proporcionando encontros musicais inusitados e muitas vezes inimagináveis. Facilmente você poderá encontrar cantando juntos artistas como Péricles e Sérgio Reis, Turma do Pagode com Tico Santa Cruz, o cantor Ovelha (lembram dele?) com o grupo de rock gaúcho Bidê ou Balde, Kadinho com Pedro Lima(o bigode grosso do THE VOICE).

         Quem tem agenda livre nesses dias corre pra Canela. Esse ano artistas como Ivan Lins, Paula Lima, The Fevers, Turma do Pagode, Pixote, É o Tchan, Thiaguinho, Péricles, Fresno, Sérgio Reis, Sambô, Maurício Mattar, André Marinho (o artilheiro), Calcinha Preta, Gabriel O Pensador, MC Catra, MV Bill, Pedro Lima, Serginho Moah, Grupo Bom Gosto, Grupo Zueira, Se Ativa, Sambatri, Neto Fagundes, Meninos da Serrinha, Favela Social, Os Formigos, Joanna, Adriana Ribeiro, Kadinho, um tal de Tom Astral, Grupo do Bola, Happin Hood, Délcio Tavares, Ana Carolina, Tchê Guri, Fala Mansa, Nando Cordel, Detonautas, Sérgio Loroza, D’Black, Aviões do Forró, Eduardo Araújo, Fresno, Cachorro Grande, Maestro João Carlos Martins, o violonista Róbson Miguel, Carlos Colla, Michael Sullivan, Margareth Menezes, Paulo Massadas, Anitta, Zizi Possi, Grupo Melody, Nenhum de Nós, Jorge Vercilo, enfim... muita gente a fim de fazer, falar, debater e respirar MÚSICA estiveram em Canela.


         Numa das tardes os artistas se dividem em Colorados e Gremistas e acontece o GRENAL dos artistas no campo do Esporte Clube Serrano (um tapete). Esse ano mais uma vez vencido pelo Inter (3x1) com show de André Marinho.

         Um palco principal no majestoso salão do “Laje de Pedra” serve para que se façam algumas apresentações especiais e premiações. Mais tarde, pequenos palcos são montados em outra parte do hotel e lá acontecem as “muvucas musicais”. O palco do samba ; carinhosamente batizado de cantinho do Exalta; é sempre o mais concorrido(pelo público e pelos cantores), divertido e o último a parar a função. Ainda há o palco sertanejo, o do pop-rock e o gaudério (onde são realizados churrascadas durante o dia sempre com muita música ao vivo).

        Há ainda shows no ginásio municipal em duas das noites do evento.  Pra terem idéia da festa que é; certa vez “nos expulsaram” (rsrsrs) da sacada do hotel quando já eram 10 horas da manhã. E a festa tinha começado às 11 da noite do dia anterior. Alexandre Pires incansável e do alto de sua humildade cantava e tocava violão enquanto Léo Maia, Dodô do Pixote, eu, Juliana Diniz, Cássio do Novo Extima e DJ Finha fazíamos côro pra ele (rsrsrs).


        Uma celebração à música. Serenata ao nascer do sol, com a linda serra gaúcha como vista e inspiração.

        Meus parabéns ao Fernando Vieira pela idealização disso tudo e ao meu amigo e prefeito da cidade de Canela: Cléo Port, por receberem tão bem todos que lá chegam. Um mega abraço também ao brother JC Monteiro e sua equipe pela receptividade e parceria de sempre.


        Valeu e valeu muito! Por hoje era isso. Abraço Astral pra geral e óó... fuuuuuui.