quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Da série: "Pequenos Foliões"

Como já havíamos divulgado neste “Mês da Criança” o Setor 1 fará uma série de reportagens com crianças do nosso carnaval, se tiver sugestão de quem possa ser entrevistada mande para israelavila@setor1rs.com.br ou edydutra@setor1rs.com.br . A primeira da série é a porta-estandarte de Bambas da Orgia Mel Escobar. 

A JOVEM VETERANA DOS BAMBAS DA ORGIA

Quem olha a pequena Mel Escobar, porta-estandarte mirim girando com pela quadra dos Bambas da Orgia, nem imagina que a menina, de apenas 10 anos, já é uma veterana na avenida. Desfilando desde os 4 anos de idade, Mel carrega há 6 o estandarte da sua escola do coração.

Ela, que começou a gostar de carnaval desde muito cedo, quando acompanhava a família na avenida para ver os desfiles, gostava mesmo era de ver os passistas sambando na passarela. Mas foi o estandarte que ganhou seu apreço.

A mãe de Mel, Vanessa, conta que a filha “é doente pelo Bambas, é a única bambista da família. Todo mundo é Imperador, o avô, o pai, tios... Apenas a Mel é bambista”, revela. “Eu fico muito feliz por ela e também sou muito grata ao mestre Nilton, que foi quem trouxe a Mel pro Bambas. Ela começou os primeiros giros aqui dentro com a Rosalina. Ela é muito bem tratada aqui na escola.”, acrescenta Vanessa, que passou a integrar a coordenação da escola para ajudar no trabalho da filha. “Eu desejo pra ela muito sucesso e que não peque na evolução!” diz Vanessa, ao risos, orgulhosa da filha que também se emociona ao falar sobre o Bambas.

“Eu sinto um frio na barriga quando chego perto da linha amarela, mas depois que passa, é muito bom! É alegria, dedicação, compromisso. Agradeço a escola por deixar eu carregar o estandarte. O Bambas é a minha escola do coração”, afirma Mel, com lágrimas nos olhos.

A garota que cursa a quinta série do ensino fundamental, sonha em ser médica quando crescer e adora matemática. Quando não está nos compromissos da escola ou do Bambas, gosta de brincar, navegar na internet. Ela tem em Onira Pereira e Shaienne suas grandes referências e inspirações, além de não dispensar a tradicional saia de armação e os acessórios que enfeitam sua produção. E para quem acha que ela só sabe de sambas recentes, Mel elege Festa de Batuque, do carnaval de 95, como o seu samba preferido.

Durante a entrevista com a pequena Mel - Foto Lauro Evaniro/Setor 1

A jovem veterana da nação azul e branco deixa um recado para toda sua comunidade. “Que no carnaval de 2015, todo mundo torça pela nossa escola. Nosso tema é incrível e nós vamos ser campeões!”

Olhar do repórter

Vendo a pequena Mel se emocionar ao falar do seu amor pelo Bambas da Orgia, com apenas 10 anos de idade, me trouxe um arrepio. A sensação de que a semente foi plantada e está dando belos frutos. Uma demonstração de amor que com certeza trará muitas alegrias, não apenas para o Bambas, mas para todo carnaval. Preservar estes pequenos talentos é o caminho certo para o futuro da nossa cultura popular. Parabéns Mel e sucesso na sua trajetória!