terça-feira, 23 de setembro de 2014

Paixão pelo carnaval: De pandeiro a vice presidente!

Em nossas caminhadas carnavalescas, muitas pessoas podem nos ensinar algo. Alguns, deram a sua contribuição e foram fazer parte da Escola de Samba do Céu, como Betinho, João Aruanda, Sebastião Flores, Mestre Brinco, entre tantos outros. Tem também aqueles que já fizeram tanto e seguem fazendo. Aí deixo dois exemplos que amo sentar e ficar ouvindo: Sandro Ferraz e a Onira Pereira.

Mas, a maturidade nos ensina que nem só com os mais velhos podemos aprender. Pois deixe-lhes contar a história de Marcus Vinicius Costa. Conheci este menino há alguns anos, mas, há pouco tempo, vim a saber da historia que ele tem em comum com todos esses grandes nomes que citei: o amor e dedicação ao carnaval!

Na infância, nas extintas Alas de Pandeiro - foto Arquivo Pessoal

Já na barriga da mãe, Marcus fazia sua primeira passagem em um desfile de escola de samba, e ele se dava na Portela do Sul de Novo Hamburgo. De família carnavalesca, desde o nascimento até hoje, o jovem não perdeu nenhum desfile da sua “águia” (símbolo da escola).

Neto de um dos fundadores da escola, desde criança, ele envolvia-se na preparação das fantasias e acompanhava o carnaval daquela pequena escola desde o começo. Ainda muito novo, passou a integrar uma das extintas alas de pandeiro da escola. Se aventurou na adolescência na bateria, mas foi na comissão de frente que encontrou seu chão. Aos 15 anos, ingressou na ala coreografada que abre os desfiles da Portela e de lá,nunca mais saiu.

Paralelo ao carnaval, profissionalmente, Marcus estudava e se dedicava a outra paixão: criações de arte. Não precisou muito para que o mesmo começasse a usar este dom dentro do carnaval. Assim, o jovem designer passou a criar logotipos e roupas de show para a escola, principalmente para sua comissão de frente, batizada de “A Furiosa”.

“Meu amor pela Portela é passado de geração a geração. Mas, não é diferente do amor dos nossos outros membros, das pessoas da nossa comunidade, que choram quando a gente perde, e que tem aquela alegria que não cabe dentro de si quando ganhamos, ou quando faz uma apresentação excelente. Meu amor é o mesmo que o de quem vira noites fazendo fantasias... é um amor que não se explica...”

Em 2013, a Portela, escola do personagem da nossa matéria, passou por um momento muito delicado. Durante as fortes chuvas de fevereiro, parte da quadra da escola (justamente onde se guardavam as fantasias) desabou e foi arrastada com a enxurrada. Mais 80 % das fantasias da escola foram comprometidos e só restou a comunidade virar noites para poder reconstruir o trabalho de tantos meses em apenas alguns dias. Marcus foi uma das lideranças neste processo difícil, o que fez o presidente da entidade olhar com mais afinco para o trabalho do jovem carnavalesco.


Como quem planta boas sementes sempre colherá bons frutos (exatamente como Betinho, João Aruanda e todos os outros citados no inicio da matéria), o ano de 2014 e o carnaval 2015 terão um gosto todo especial para Marcus Vinicius.

Após matéria veiculada no Setor 1 (leia aqui) sobre seu trabalho de designer, o jovem foi chamado (por um leitor da matéria) para integrar a equipe de criação de uma gráfica de sua cidade.

No carnaval as surpresas também vieram para o jovem Kito (apelido de Marcus). Ele foi convidado pelo atual presidente da sua escola do coração para ser o novo vice-presidente da entidade, devido a sua dedicação e esmero pelo trabalho desenvolvido dentro da comunidade.

Nos desfiles com a sua comissão de frente "A Furiosa" - Foto Jackson Gomes/Setor 1

O convite foi aceito, com a uma condição: Ele não largaria a comissão de frente! Então, quem tiver a oportunidade de no dia 21 de Fevereiro ver a Portela passar na passarela de Novo Hamburgo, também vai poder ver o vice-presidente que dança! Alias, não só que dança, que corre atrás, que não desiste dos sonhos e principalmente, é fiel a suas paixões. De pandeiro a direção executiva da sua entidade do coração, Marcus até dançou em outras entidades, mas nunca deixou a SUA PORTELA. E assim, o jovem de 21 anos nos dá a mesma lição que é nos dada por um baluarte: com amor pela sua entidade e com respeito pelo carnaval, todos nós podemos chegar até onde nossos sonhos nos permitirem levar... 

_________

Aproveitando... : Quem quiser uma bela arte, ver as pessoas de sua escola virarem desenhos animados, artes de camisetas, bandeiras e logotipos de alas, baterias e festas pode entrar em contato como Marcus pelo e-mail: mv_kito@hotmail.com