segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Júlio Cesar Farias da "um show de aula" no CETE

Por Lauro Evaniro 

Em sua quinta passagem pelo CETE - Centro de Estudo e Pesquisa de Tema Enredo na tarde do ultimo sábado (20) o Jornalista, pesquisador e escritor Julio Cesar Farias transformou o auditório do 4º andar em uma verdadeira sala de aula. 

Na abertura explicou aos presentes que é como professor que sente a necessidade de saber se seus ouvintes estão entendendo e assimilando o conteúdo transmitido e por isso estaria passando exercícios ao publico presente. Iniciou sua palestra fazendo um comparativo entre uma escola de samba e uma grande organização. Desde a direção e o departamento administrativo, que na escola de samba seria o presidente e a sua diretoria até a entrega do produto que no caso do carnaval seria o desfile na avenida, cada departamento da escola foi sendo detalhado o desfile é exposto minuciosamente a um comparativo aberto para o entendimento de todos.


Em um segundo momento falou e passou exercícios com os presentes sobre a Semiótica do carnaval. Em sua opinião o desfile carnavalesco é a maior expressão artística porque apresenta uma enorme quantidade de signos que devem ser lidos pelo publico para o entendimento do enredo. Explicou que quanto mais entendimento e experiência tiverem, mais leitura terá o expectador da arte carnavalesca. No exercício, ajudou os presentes a identificar itens relacionados aos três signos da semiótica presentes na escola de samba que são: Ícone, Índice e Símbolo o que gerou grande interação.

Os alunos tiveram ainda durante a tarde uma explanação sobre o Código das Cores onde o palestrante falou sobre as sensações que cada cor desperta nas pessoas. Entre os presentes esteve uma delegação de carnavalescos do Uruguay que vieram a Porto Alegre especialmente para assistir a palestra escritor Julio Cesar e visitar  algumas escolas de samba no final de semana.

Fotos da matéria gentilmente cedidas por Luis Pedro Fraga