sexta-feira, 25 de julho de 2014

Noca da Portela é a próxima atração do CETE

No sábado, dia 26 de julho, o CETE – Centro de Estudo e Pesquisa de Tema Enredo e Memorial do Carnaval se veste especialmente de azul e branco para receber um sambista conhecido pelo seu talento musical da mais alta qualidade: Noca da Portela.

Com 81 anos de idade (fará 82 em dezembro) e 60 anos de carreira, nascido em Leopoldina (MG), Osvaldo Alves Pereira (seu nome de batismo) é filho de pai gaúcho, mas surpreendentemente jamais pisou na terra de seu pai. “Conheço o Brasil inteiro fazendo shows em várias cidades do país, mas nunca estive no Rio Grande do Sul”, afirmou.

Noca possui quase 400 músicas gravadas. O portelense é um compositor consagrado da MPB, com sucessos gravados por ícones do samba e da música brasileira, como Alcione, Beth Carvalho, Clara Nunes, Grupo Fundo de Quintal, Jair Rodrigues, Martinho da Vila, Dudu Nobre, Elza Soares, Jorginho do Império, Agepê, Maria Rita, entre muitos outros.

O compositor estará pela primeira vez no Rio Grande do Sul, terra onde nasceu seu pai - Foto divulgação

No carnaval, Noca da Portela já participou de 13 finais de samba enredo da escola de seu coração – saindo vencedor em seis oportunidades – e foi agraciado duas vezes com o prêmio Estandarte de Ouro concedido pelo jornal O Globo, pelos sambas "Gosto que me enrosco” (1995) e “Os olhos da noite" (1998). Ainda compôs para escolas como Paraíso do Tuiuti, Foliões de Botafogo, e para os blocos carnavalescos Cacique de Ramos, Simpatia é Quase Amor e Clube do Samba. E Noca já gravou o samba que vai concorrer na disputa portelense para 2015, junto com os parceiros Charlles André, Vinícius Ferreira, Celso Lopes e Xandy Azevedo.

Entre seus sucessos mais conhecidos, estão "Portela querida" (com Colombo e Picolino, gravada por Elza Soares); "Vendaval da vida" (com Délcio Carvalho, gravada por Alcione); "Virada" (com Gilpert, gravada por Beth Carvalho); "Caciqueando" (gravada por Beth Carvalho e pelo Grupo Fundo de Quintal); "É preciso muito amor" (com Tião da Miracema, gravada por Chico da Silva e por Dudu Nobre); "Celular" (com Toninho Nascimento e Tranka, gravada por Wander Pires); "Dinheiro vem, dinheiro vai" (com Vovó Ziza, gravada por Jorginho do Império); "Onde a cobra é bicho manso" (com Edinho Biólogo, gravada por Agepê), e a recente “Vai meu samba” (com Sérgio Fonseca, gravada por Maria Rita). 

SERVIÇO:
- Noca da Portela
 -2ª palestra do módulo 2 do curso de tema enredo do CETE.
- Dia 26 de julho, sábado, das 14h às 18h30.
- Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul/ Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho) – 3º andar.
- Entrada franca para alunos do CETE; 15 reais (sócios do CETE que não estão matriculados no curso); 30 reais (não-sócios do CETE).

Colaboração: Gerson Brisolara