sexta-feira, 6 de junho de 2014

É HOJE! Leci e Reinaldo no Império!


É HOJE! (06), o Samba do Esquenta e Rogério Alcioli promovem um dos maiores encontros do samba realizado na capital. A cantora Leci Brandão e o príncipe do Pagode Reinaldo estarão apresentando-se com suas respectivas bandas na quadra do Império da Zona Norte. O evento que inicia as 22 horas ainda contará com RS Samba e Meninos da Serrinha. 
 Locais de venda: 
- Enxoval do bebe  - Av. Borges de Medeiros, 595
- Sheila Hair – Bairro São José
- Loja Poa fashion -  Andadas, 1562
- Supermercado Bel Preço – Restinga Av. Nilo Wolf
- Loja Estilleira – Baltazar de Oliveira Garcia, 3140
- RB. Fitners -  Av. Cairú 712 (Esquina com a Farrapos)
- Locadora Acioli – Av Assis Brasil 3532 (Shopping Lindóia 9° andar, sala 907)
Tele entrega – (51) 9341-10999
Venda de camarotes e mesas - (51) 9394-2868 / 85132834 / 81161549 / 81250262
Conheça um pouco mais das estrelas da festa...
Leci Brandão da Silva nasceu no Rio de Janeiro no dia 12 de setembro de 1944 é  cantora e compositora brasileira, umas das mais importantes intérpretes de samba da música popular brasileira. Começou sua carreira no início da década de 1970, tornando-se a primeira mulher a participar da ala de compositores da Mangueira. Ao longo de sua carreira. Participou do Festival MPB-Shell promovido pela Rede Globo, em 1980, com a música Essa tal criatura. Em 1985, gravou Isso é fundo de quintal. Durante o Carnaval de 1995, foi a intérprete da Acadêmicos de Santa Cruz. Atuou na telenovela Xica da Silva da TV Manchete, como Severina.  Em 2008, participou do clipe do Dia de Fazer a Diferença da Rede Record em parceria com Instituto Ressoar. Em fevereiro de 2010, Leci Brandão filiou-se ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e candidatou-se ao cargo de Deputada Estadual pelo estado de São Paulo, tendo sido eleita com mais de 85 mil votos. Leci Brandão afirmou que sua atuação no Legislativo paulista vai se concentrar em projetos de inclusão de negros nas universidades, no respeito à Lei Maria da Penha, defesa dos professores, no combate à intolerância religiosa e à homofobia.  No carnaval 2012, foi homenageada pela escola de samba Acadêmicos do Tatuapé.  Atualmente, além de se dedicar à carreira musical, é membro do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial e do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. Desde 2003 também vem exercendo a função de comentarista dos desfiles de escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo, pela Rede Globo. Em 2013, Lei Brandão completa 38 anos de carreira com 22 discos gravados.  Sua música permanece em grande evidência no cenário nacional. Zé do Caroço é de 1978, mas só pôde ser gravada em 1985. Desde é seu maior sucesso. Pra se ter uma idéia, já foi regravada pelos grupos Revelação, Art Popular e pelos cantores Seu Jorge e Mariana Aydar. A música também faz parte da trilha sonora do filme Tropa de Elite 2, lançado em 2010.
Natural do Rio de Janeiro, Reinaldo veio para São Paulo onde lançou seu primeiro disco Retrato Cantado de um Amor (1986), pela Continental, seguido dos LPs Aquela Imagem, Pra Ser Minha Musa, com o qual recebeu o primeiro disco de ouro, e Coisa Sentimental, considerado pela crítica como o melhor trabalho de sua carreira, que lhe valeu a indicação para receber o Prêmio Sharp, na categoria de Melhor Cantor. Em 1992, lançou o disco Soneto de Prazer e, em 1995, Samba Meu Brasil. Em 1997, Reinaldo  retorna à Continental com LP Traz de Volta Minha Paz. Dois anos depois grava o primeiro CD de uma coleção de cinco, intitulados Pagode Pra Valer. O resultado é um novo disco de ouro. Neste ano, lança o segundo Pagode Pra Valer, trazendo de volta o samba de raiz, marcado na palma da mão, faturando mais um disco de ouro." Intitulado pelos colegas como "príncipe do pagode", Reinaldo mora há 16 anos na cidade. Chegou com a experiência dos pagodes de quintal do Cacique de Ramos, bloco histórico do subúrbio carioca, e ajudou a popularizar as rodas de samba paulistas. Seu nono disco, Pagode pra Valer, dispensa equipamentos elétricos. Nada de baixo, teclado e guitarra. Só banjo, cavaco, pandeiro, tantã, surdo, repique e reco-reco, como nas rodas.