quarta-feira, 4 de junho de 2014

Desrespeito com as religiões de matriz africana e com o patrimônio histórico da cidade


O orixá das ruas e que abre os caminhos não foi "convidado" para a Copa do Mundo em Porto Alegre!
Como sempre dissemos o SETOR 1 tem como “dono da casa” o carnaval, mas nunca deixamos e nem deixaremos de exaltar nosso samba, pagode e tudo aquilo que interessa ou envolve o povo do carnaval, a religiosidade afro é uma delas. As vésperas da Copa do Mundo, onde receberemos vários turistas para conhecer o valor da nossa terra, um ato no mínimo desrespeitoso e porque não, racista ocorre em Porto Alegre.

O tapete de serragem para celebrar Corpus Christi foi feito sobre à obra de arte pública de referência afro-brasileira ao “Orixá Bará” que fica no meio do Mercado. A obra integra o Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre, e foi inaugurada em fevereiro de 2013 em homenagem ao orixá, sob a organização da Congregação em Defesa das Religiões Afro-brasileiras – CEDRAB. O Bará do Mercado é PATRIMÔNIO IMATERIAL da cidade por tanto não pode e não deve ser coberto ou ocultado desta forma.

Reclame com a prefeitura de Porto Alegre e faça valer seus direitos e sua fé: CLIQUE AQUI