sábado, 25 de junho de 2016

Nova ala de passistas na escola do povo


Seguindo nos preparativos rumo ao seu desfile oficial, a escola de samba Imperadores do Samba anuncia outro grande reforço em busca do título das festas de momo em 2017.

Rafael Lacava comandará a ala mista no mar vermelho e branco. Acompanhe a matéria do departamento de marketing de Imperadores escrito por Carol Rodrigues.

Foto: divulgação/Imperadores do Samba

A Imperadores vai contar com uma nova ala de passistas em seu grupo show. Focada rumo ao carnaval de 2017, a vermelho e branco terá um nome de peso no universo do samba.

Trata-se do professor e dançarino Rafael Lacava. Ele comandará a ala que será estilo “carioca”, onde homens e mulheres vão mostrar o samba no pé.  Conheça um pouco sobre esse profissional e como será o trabalho dele na escola do povo!

Conte um pouco de seu histórico, quem é Rafael Lacava?

Professor de educação física formado pelo IPA. Fui parte da equipe de bailarino do clube da dança, coordenado pela professora Tracy Freitas durante 4 anos. Dei aulas de ritmos e bike indoor em diversas academias da cidade. Também me arrisquei no mundo do samba musicado, tocando durante um breve período na noite e depois nas rodas de samba. Ainda pela dança fiz aulas no Rio de Janeiro na academia do Marcelo Chocolate e Sheila Aquino, participei de muitos workshops de profissionais da dança consagrados como Carlos Bolacha, Patrick Oliveira, Will Black, Carlos Nascimento e tantos outros. Hoje estou na metade da pós-graduação em dança pela Puc.

Como iniciou sua paixão pela dança?

Desde adolescente, curtindo as festas e sambas da cidade já tinha ritmo pra dançar, mas a dança mais técnica, a de salão, começou sem querer, após ter me formado o primeiro trabalho que surgiu com dança, e como não tinha a parte técnica comecei a procurar escolas de dança de salão para aprender mais, após frequentar várias escolas surgiu a chance de ser bolsistas e bailarino da equipe da prof. Tracy e foi la que de fato comecei a evoluir nos ritmos de salão e na gafieira, e quanto mais aprendia mais ficava envolvido, fascinado, e como já era professor formado, e já ter a didática pra dar aula, quando aprendi a técnica foi muito tranquilo para começar a dar aulas desses ritmos.

Como define o samba de gafieira?

Defino como o grande “desafio do samba”, pela alta técnica envolvida. É um samba dançado a dois, muito estilizado, muito bonito e muito apaixonante.

Realiza projetos no samba, quais?

Nosso grande projeto são os cursos gratuitos na banda Saldanha, onde ensinamos o básico da gafieira de forma gratuita a todas as pessoas! Nesse útimo curso tivemos mais de 180 pessoas inscritas, dos 12 anos até alunas com mais de 60 anos de idade. É nossa maior realização dar esse acesso ao samba de gafieira a todos que queiram. Em uma aula estava muito frio e chovendo forte, mesmo assim, após a chamada verifiquei que tinha mais de 80 pessoas presente, sem se importar com o tempo ruim, isso me deixou muito realizado. Também damos aulas regulares ás quartas e sextas no Partenon Tênis Clube ás 20h e temos uma turma na quadra da Saldanha nas terças também ás 20h com outra proposta, diferente das aulas do curso gratuito.

Já desfilou em alguma escola do carnaval de POA?

Sim, já desfilei uma vez na bateria da Fidalgos, na harmonia da escola de samba mirim Esporte da Samba e fui segundo passista do Bambas da Orgia.

Na Imperadores, como será o seu trabalho?

Vamos tentar fazer uma ala de passista, no estilo carioca, homens e mulheres, com muito samba no pé. Vamos fazer ensaios, fazer dessa ala um grupo coeso, com movimentação definida, com coreografias em determinados pontos, tentaremos passar aos integrantes uma sensibilidade musical, técnicas para desenvolver melhor o samba no pé tanto na postura como execução de enfeites durante a dança. Nosso objetivo é uma ala show diferenciada, unindo técnica e lúdico, improviso e coreografia.

Como foi o convite?

Durante uma conversa com um integrante da escola, o Armando Borges “Pinha”, estava falando sobre minha vontade de criar uma ala nesses termos e a dificuldade de aceitação por parte de algumas escolas, então ele disse que me apresentaria o presidente Rodrigo e eu fiquei muito empolgado com a possibilidade e para minha alegria ele gostou da ideia me passou muita tranquilidade pra fazer esse trabalho. Por sorte minha, a escola já tinha essa vontade, então tudo foi acertado rapidamente.

Quem pode participar da ala?

Moças e rapazes que gostem de sambar, gostem de dança e tenham vontade de ajudar a escola, sintam-se à vontade de se apresentar dançando.

Quantas pessoas pretende contar na Imperadores?

Definimos com o diretor de carnaval que será no mínimo 10 casais e no máximo 20

Como avalia o carnaval gaúcho?

Estive afastado do carnaval por um bom tempo, estava estudando dança, a uns 3 anos que voltei a frequentar os desfile, faço os comentários para uma rádio de web a ON RADIO SAMBA então eu vejo que o carnaval deu uma melhorada em relação a uns 10 anos atrás quando eu ainda desfilava, porém de uns anos pra cá estagnou, não continuou evoluindo. Creio que o carnaval esteja precisando de uma oxigenação de ideias e filosofia, pessoas novas com outras propostas. Poucas atingem um nível alto de desfile, acho temos escolas demais, nosso grupo especial deveria ter menos escolas para tornar mais difícil e acirrada a disputa, estimulando mais criatividade por parte dos dirigentes e carnavalescos.

Qual a expectativa para o carnaval na vermelho e branco?

A melhor possível. Não vejo a hora de começar a pôr em prática os planejamentos que fizemos, conto os dias para começar as audições para a ala e trabalhar com o pessoal. O tema enredo é excelente e abre um leque muito grande de possibilidades

Dá para carnavalizar com o tema mexicano da Imperadores do Samba? 

Dá sim, é um excelente tema. O povo mexicano é um povo com uma cultura muito própria e riquíssima, roupas típicas muito coloridas, um país com músicas mundialmente conhecidas, festas populares, comidas, personagens. Pode-se explorar muito o tema além da figura forte da Frida.

Setor 1 sob nova direção


O dia 25 de Junho será marcado pelo início de um novo ciclo no site Setor 1. Israel Ávila, fundador e diretor geral do veículo de comunicação anunciou em reunião na manhã deste sábado para o grupo de colaboradores, repórteres e colunistas o seu desligamento do canal de comunicação.

Segundo Israel Ávila, é preciso oxigenar as ideias dentro do site para que o Setor 1 siga sempre com a notícia em primeira mão, tendo novas ideias e novos olhares sobre o carnaval. Ele também diz que está aberto a novos projetos, e que a paixão pelo carnaval certamente lhe impedirá de ficar de fora totalmente da folia, embora tenha tomado este decisão.

“Sempre que postava uma matéria achava repetitivo as pessoas falando em “ciclos”, até que ao chegar a minha vez de dizer eu entendi o que todas elas queriam falar com aquilo. Existe momentos em que por mais dolorosa que sejam, temos de tomar algumas decisões, e eu acredito que por hora, vai ser muito bom, pra mim e para o Setor 1 este afastamento. Eu seguirei sendo um leitor, certamente, e quem sabe no futuro aceite (se o novo diretor permitir) uma coluna semanal... mas por hora, resolvi parar e me dedicar a algo que volte a me fazer sorrir enquanto trabalho...”.

Leandro Amarante será o novo diretor geral 

Como o trabalho não pode parar, e a notícia e “o show” tem que continuar, Leandro Amarante, que até então ocupava o cargo de editor chefe, assume a direção geral do site. Leandro entrou no site a dois anos, inicialmente como colaborador e foi galgando seu espaço, até hoje assumir o cargo máximo dentro do Setor 1.

“Faço parte deste projeto a cerca de dois anos. Vivi e aprendi muitas coisas junto com meu mentor da imprensa Israel Ávila, quem hoje posso certamente chamar de irmão. Hoje inicio uma nova fase na minha vida ciente de que terei muitas responsabilidades, pois tocar este barco sem ter ele aqui será difícil, mas não impossível... O meu amor a arte me fez aceitar este desafio... Trago a essência de minha profissão para o palco da cultura popular: missão dada é missão cumprida! Assumo de peito aberto a direção desse veículo de comunicação, ciente de que cada leitor (a) precisa de um espaço que retrate e fale por eles... Base do nosso Setor 1. Meu pedido aqui (e deixo como missão) é: aos integrantes da FAMÍLIA SETOR 1, lutemos cada dia mais pelo bem comum – fazer e levar a notícia com seriedade e lisura aprendidas aqui – JUNTOS SOMOS MAIS FORTES. Aos leitores, continuem fazendo parte deste grande encontro conosco diariamente, o foco disto tudo são vocês. Ao MEU DIRETOR ISRAEL ÁVILA, que siga trilhando este caminho abençoado e sem curvas que te leva e levará as benfeitorias que merece... Agradeço o apoio de todos (as) que fazem deste um lugar sagrado para o samba e carnaval, e vamos em frente... Darei continuidade na construção deste um castelo, a fortaleza da notícia com nome SETOR 1, este é o espaço certo!”


A equipe de colaboradores, editores, e repórteres segue sem alterações, e confiantes na positividade da mudança. O importa, e sempre importou para o Setor 1, foi levar o melhor até você com respeito pela festa popular, e valorizando o carnaval em todas as suas plataformas, e assim sempre será. Vida Longa ao Setor 1...

Contato de Leandro Amarante: (51) 9265-3752 
E-mail: amarante_secsau@hotmail.com
O e-mail israelavila@setor1rs.com.br segue atuante, e será direcionado a redação do site. 

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Com conversa tudo se ajeita... Ajustes nos festivais de Bambas da Orgia e Imperadores do Samba


Ficou mais que comprovado ainda há pouco nas redes sociais que a rivalidade entre a Águia Altaneira e os Leões da Padre Cacique se demonstra apenas quando pisam na Avenida Carlos Alberto Barcelos, o Roxo. O respeito a arte e a comunidade foram mantidos mais uma vez.

Das tratativas entre Bráulio Pontes (diretor de carnaval de Bambas da Orgia) e Érico Leoti (diretor de carnaval de Imperadores do Samba) na reunião que ocorreu nesta tarde (24), foram definidas as datas das eliminatórias e finais dos festivais de samba de enredo das duas agremiações, visando a participação em massa da comunidade carnavalesca e dos compositores candidatos.

Como o festival de ambas agremiações agrega um grande número de expectadores, certamente, se continuassem com seus calendários até então divulgados, haveria a divisão da população amante da arte.

O que difere entre elas é o horário marcado para o início do evento. Bambas da Orgia começará seus trabalhos sempre as 20:30 horas. Já Imperadores do Samba começará as 20 horas.

Abaixo informamos como ficou organizada a distribuição das datas:

30/07 - Primeira eliminatória Bamba
06/08 - Segunda eliminatória Bambas
13/08 - Primeira eliminatória Imperadores
20/08 - Terceira eliminatória Bambas
27/08 - Segunda eliminatória Imperadores
03/09 - Terceira eliminatória Imperadores
06/09 – FINAL Bambas
10/09 - FINAL Imperadores 

Se havia algum problema neste amor: está resolvido! Agora tem Bambas e Imperadores para todo mundo.

Império do Sol convida pra seu arraial


Neste Domingo (26), a Império do Sol convida você para um grande Arraial em sua quadra. Comidas típicas, casamento na Roça e uma boa roda de samba fazem parte do “cardápio” de atrações da Majestosa do Vale.

Por falar em samba, além da voz oficial do Império do Sol, Joel Alves, a entidade contará também com a presente de convidados como Cesinha, Mano Astral, Vivian Vaz (Manas) e muito mais. A festa inicia a partir das 15 horas e a Entrada é franca. 

A Quadra da Império do Sol fica na Ria São Domingos, 427, Bairro São Miguel, em São Leopoldo. (próximo a Rodoviária de São Leopoldo). 

CETE premia os melhores enredos de 2016 e debate o futuro do carnaval

Foto: Luci Santos

Pelo sexto ano consecutivo, o Centro de Estudos e Pesquisas de Tema Enredo e Memória do Carnaval – CETE vai premiar os autores dos melhores enredos do carnaval das quatro cidades onde formou o corpo de jurados (três gaúchas e uma catarinense). A entrega do Troféu CETE vai acontecer durante uma cerimônia que será realizada no sábado, dia 25 de junho, às 13h30, na Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho), localizado no 3º andar do prédio da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, no Centro Histórico de Porto Alegre.
Votaram na premiação os associados do CETE que foram jurados nos desfiles de escolas de samba nas cidades de Canoas, Caxias do Sul e Itaqui, e em Concórdia (SC).
Na ocasião, também serão homenageados os representantes das entidades organizadoras das cidades onde o CETE julgou e personalidades de relevância carnavalesca em Porto Alegre.
Futuro do carnaval no RS
Logo depois da entrega de premiações será realizado um fórum reunindo representantes das ligas, associações e entidades organizadoras do carnaval das cidades do interior do Rio Grande do Sul. Para o encontro já estão confirmadas as presenças de delegações de mais de 20 municípios.
O objetivo é debater o futuro do carnaval nesses tempos de crise financeira e propor soluções para que a festa popular se mantenha nos próximos anos. Pesquisa realizada pela Famurs apontou que 151 municípios gaúchos não destinaram recursos para a realização do carnaval de rua em 2016.
PROGRAMAÇÃO CURSO DE TEMA ENREDO – MÓDULO 2 “CARNAVAL”
·         Dia 25 de junho de 2016 – 3º encontro
Local: Plenarinho (Sala João Neves da Fontoura) – 3º andar do prédio da Assembleia Legislativa do RS (Praça da Matriz, 101, Centro Histórico), em Porto Alegre-RS.
Das 13h30 às 13h45: Recepção e inscrições.
Das 13h45 às 15h30: 6ª edição da entrega do Troféu CETE aos melhores enredos; Troféu Amigos do CETE e Troféu Personalidades do Samba.
Das 15h30 às 18h: Fórum “O futuro do carnaval no Rio Grande do Sul”.
Inscrições
As inscrições para o Módulo 2 do curso de tema enredo podem ser feitas na hora do evento, no sábado, na Assembleia, ou antecipadamente pelo e-mail cete.temaenredo@gmail.com.
O valor para todo o curso é de 130 reais (não-sócios do Cete) e 60 reais para os sócios do CETE . Palestras avulsas pagam 20 reais. O curso vai até o dia 30 de julho, sempre aos sábados, das 13h30 às 18 horas.
Mais informações pelo e-mail cete.temaenredo@gmail.com.
LISTA DOS PREMIADOS

Troféu CETE (autores dos melhores enredos):
* nomes dos autores (conforme consta nas fichas técnicas das escolas distribuídos aos jurados), nas respectivas cidades.
Canoas – Grupo Especial: Fábulo Rosa (Acadêmicos de Niterói). Grupo de Acesso: Daniel Scott (Nenê da Harmonia).
Caxias do Sul – Grupo Especial: Fernando Correa (Mancha Verde). Grupo de Acesso: Paulo Ricardo Soares (Acadêmicos XV de Novembro).
Concórdia: Ronaldo Ritter (Matriz do Samba) – também vai receber o Troféu Amigos do CETE como tesoureiro da Liga das Escolas de Samba Concórdia.
Itaqui: Comissão de Carnaval (Acadêmicos da Mocidade Independente).

Troféu Amigos do CETE (aos representantes das entidades organizadoras do carnaval):

Adriana Velho (Secretaria de Cultura de Caxias do Sul);
Claudia Mara Borges, secretária de Turismo, Desporto e Cultura de Guaíba;
Cleberton Ribeiro (presidente da Assencar)
Eduardo Paim (secretário-adjunto de Cultura de Canoas)
Elvino Santos , diretor da Assencar
Gilmar MOnticelli, diretor-superintendente da Fundação Municipal de Cultura de Concórdia
Márcio Barros, presidente da Comcari, Itaqui
Zeca Mazzocco, chfe de departamento da Fundação Municipal de Cultura de Concórdia.

Troféu Personalidades do Samba (relevância dentro da história do carnaval de POA:
Paulo Roberto da Silva (Fiapo) – ex-mestre-sala de Bambas da Orgia;
Lígia Ivana Flores – ex-porta-bandeira Bambas da Orgia e Império da Zona Norte;
Waldemar Moura Lima (Pernambuco) – carnavalesco, ativista da causa negra, fundador da Banda DK, do bloco Maria do Bairro e criador da Rua do Perdão.
Luiz Humberto Pompeu – campeoníssimo em concursos de fantasias categoria Luxo Masculino e destaque em escolas de samba
Hélio Dias – Único remanescente ainda ativo da primeira tribo carnavalesca, Os Caetés, fundador da União da Vila do IAPI e ex-secretário da AECPARS.

Luiz Carlos Machado da Silva (Mestre Caloca) – fundador da Academia de Samba Praiana, músico, ex-diretor de bateria.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Novos defensores para o 2º pavilhão da Imperadores


Com a promoção de Juliana Carvalho à primeira porta bandeira da escola e a saída de Andrey Benta com vista a novos projetos, ficou vago o posto de segundo casal da Imperadores.

Neste último sábado, o Diretor de Carnaval Érico Leoti fechou contrato e anuncia o casal Aderson dos Anjos e Arielly Silva como o novo segundo casal da Imperadores do Samba.

Aderson iniciou na Escola de Samba da Glória como segundo mestre sala, onde ficou de 2009 até 2011. Após foi para o Projeto Bailado do Cisne da escola co-irmã Restinga.

Em 2014 foi para o Copacabana como segundo mestre sala. Em 2015 passou para primeiro. Em 2016 voltou para a Escola de Samba da gloria para ser primeiro.

“Agradeço ao presidente Rodrigo pela confiança que está me dando. Para mim defender este Pavilhão, este manto vermelho e branco. Garanto não desapontá-lo e vou dar o meu máximo de dedicação para escola! Sempre sonhei em dançar no Imperadores do Samba e hoje esse sonho vira realidade. Muito brigado!” – diz o mestre sala

Arielly Começou a dançar com 13 anos na Imperatriz Dona Leopoldina, com14 anos foi para o Estado Maior da Restinga, com 15 e 16 dançou na Praiana. Empunhou o primeiro pavilhão da Protegidos da Princesa Isabel com 17 anos e com 18 assumiu o da Unidos da Vila Mapa, ainda desfila no interior: Canoas, São Leopoldo, Esteio, Guaíba, Alvorada e fora do estado. Também ministrou aula de MS e PB no projeto da Praiana, Verde que te quero rosa, neste mesmo ano também em alvorada.

“IMPERADORES DO SAMBA: uma escola forte de garra quem está ali é porque ama o que faz, sempre admirei a escola por ser uma escola do povo, cada componente cada detalhe é fundamental para fazer tudo lindo como a Imperadores do Samba sempre fez, e agora fazendo parte desta escola a admiração aumenta o nervosismo e a responsabilidade também entao agradeço o presidente Rodrigo por esta oportunidade, Érico meu diretor e ao meu vice presidente e padrinho Paulo Pires por apostar em mim.” – exclama a porta bandeira

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Unidos de Sapiranga divulga tema para o carnaval 2017

Por Anderson Silva


Sapiranga - A Escola de Samba Unidos de Sapiranga já definiu seu tema enredo para o carnaval 2017. Quando cruzar a Avenida João Correa, onde ocorre o desfile na cidade, a verde e rosa sapiranguense cantará a história do religioso Pai Vilson de Oxum.

Com o título: “Das terras do carvão, a Orixá mais formosa: A Unidos canta Pai Vilson de Oxum, o Filho da Cidade das Rosas”, a entidade contará a história do homenageado desde o seu nascimento até os dias atuais.

Vilson Silveira de Ávila é natural de Butiá, na região carbonífera, onde viveu boa parte de sua juventude. De lá levou para Sapiranga, cidade germânica no Vale dos Sinos, a religião de matriz africana e o amor por seu Orixá, Oxum. Na Cidade das Rosas se estabeleceu como religioso, carnavalesco e líder social.

O tema é de escolha e autoria do presidente da entidade, Valter Pereira, e foi escrito por Israel Ávila, filho carnal do homenageado. O logotipo oficial do tema é uma criação de Edinei Martins.

No próximo dia 24 de Julho, a entidade realizará em seu barracão o lançamento oficial do tema enredo com uma grande feijoada, samba e uma festa temática.

Nesta quinta tem ensaio da Bateria dos Bacanas

Por Israel Ávila 

Nesta quinta (22) a partir das 19 horas tem ensaio da bateria do Copacabana. Mestre Jr Medina convida a todos os ritmistas que quiserem fazer um ritmo junto a Bateria dos Bacanas para irem até a quadra da escola que fica na Rua São Felipe, 96 no Bairro Bom Jesus. 

Os tamborins vão aquecer o frio do inverno com muito ritmo e o reencontro dos ritmistas da Bonja. Só chegar...  


terça-feira, 21 de junho de 2016

Porto Alegre nos ombros de Bará


Olá amigos. Um prazer novamente poder escrever para vocês. Já que estamos em junho, vamos falar de Bará. O Orixá da chave, que abre os caminhos e mensageiro dos orixás talvez tenha em Porto Alegre, mas especificamente no Mercado Publico, seu espaço mais visitado e que faz parte da crença até de quem não pertence a religião de matriz africana.

O Mercado Público não é um espaço restrito ao comércio, também tem grande relevância para as religiões de matriz africana. Essa importância explica-se por acreditarem que ao centro do edifício está assentado o Orixá Bará, que, dentro do panteão africano, é a entidade que abre os caminhos, o guardião das casas e cidades e representa o trabalho e a fartura. “Assentar” significa fixar o orixá em determinado objeto através de práticas rituais específicas. Este objeto – chamado pelos praticantes da religião de ocutá - foi enterrado no chão do Mercado, exatamente no seu centro, significando que o orixá está ali, podendo ser visitado, cultuado e receber oferendas dos adeptos da religião.


Há duas versões para a origem do assentamento, a primeira diz que o Bará foi assentado no centro do Mercado pelos negros que construíram o prédio, sendo esta uma prática comum para atrair a prosperidade comercial. A outra versão atribui ao Príncipe Custódio a iniciativa de assentar o Bará no início do século XX. Não há consenso entre os praticantes de religião e estudiosos sobre o assunto. Seja como for, ambas as versões acenam, por um lado, para a importância original do Mercado Público, enquanto território de negros, e para a ocupação do espaço com o passar dos anos pelos portugueses e membros de outras etnias; e, por outro lado, para a crença que vigora no meio afro-religioso gaúcho, segundo a qual, a longevidade do Mercado Público e sua manutenção centenária, apesar dos incêndios nele ocorridos, devem-se ao Bará que não somente protege o espaço físico, seus trabalhadores e transeuntes, mas também é a fonte de axé e proteção para os seus fiéis e crentes.

No ritual de iniciação de um indivíduo na religião de matriz africana, o primeiro local a ser visitado é Mercado Público, devido à importância que o Bará tem para o iniciado, já que ele abre os caminhos e também porque significa o início de todas as coisas. Este ritual é chamado de passeio, e é presente em todas as religiões de matriz africana no Rio Grande do Sul. As floras são também atrativos para que os afro-religiosos freqüentem o Mercado Público. Flora é um estabelecimento especializado em comerciar produtos e artigos afro-religiosos. No Mercado há quadro delas, cada uma localizada nas entradas do Mercado, sempre à esquerda

Príncipe Custódio a iniciativa de assentar o Bará no início do século XX. 

Além da prática específica do “passeio” realizado no Mercado, diariamente várias pessoas vêm visitá-lo para receber a força mística do “axé” que está no seu centro. É no Mercado Público também que, geralmente, os pais-de-santo compram os produtos necessários para a realização dos rituais. A própria compra desses alimentos reveste-se de importância, pois ao se comprar no Mercado está se levando junto com os alimentos o “axé”, ou força mística, do Bará que está assentado no prédio. Por fim, o “axé” do Mercado é o mais forte da cidade, já que é o mais antigo.

"- Amo ser chamada de dinda!"

Foto: arquivo pessoal

A matéria de hoje deixa de ser somente narrativa para dar lugar em alguns momentos  a um bate papo descontraído.Com  perguntas e respostas,risos e muita emoção, trago uma entrevista com a Madrinha da Sinfônica:

 Raquel de Castro Nunes, 35 anos, solteira e assessora administrativa. A primeira Escola que a bela desfilou foi Filhos da Candinha em 1996. No ano seguinte, já cruzara a avenida com a Vermelho e Branco na Ala Perigosas Peruas, sob o comando de Aderney Ramos.

Com a mesma ala, desfilou na Embaixadores do Ritmo, a convite do Girózinho e outras Escolas (sempre com consentimento de Aderney)... Nunca em Escolas arqui rivais (risos) Bambas, Restinga etc ...

Exatamente em 03 de Novembro de 2003, sagrou-se Rainha dos Imperadores através de concurso. Relata que este era seu objetivo e sonho dentro da entidade. No ano de 2004, desfilou como Rainha. Em 2005, veio a frente de um carro como destaque, representando "Esperança do povo gaúcho" lembra que ficou deslumbrada com as personalidades que vieram com ela: -"Gudi,que dispensa comentários ,fiquei maravilhada vendo sambar ...Dendeca e Ana Marilda Bellos", diz a musa. No ano de 2006, retornou a Ala Perigosas Peruas como coreógrafa ganhando o tão sonhado Estandarte de Ouro. No mesmo ano, em 22 de Outubro, recebeu o convite para ser Madrinha da Sinfônica.

Dia 22 de Dezembro de 2006, na Descida da Borges, foi  seu primeiro show como madrinha de bateria. E desde então, ostenta em seu coração, tatuado em seu corpo e na alma com muito orgulho, respeito, dedicação, simplicidade e amor. Raquel é a leitura da legítima Sinfônica.

Foto: arquivo pessoal
      
Como todos sabem, a Imperadores carrega o slogan " Escola do povo", pergunto a Raquel : Como é ser reconhecida não somente por ser a Madrinha da Sinfônica, mas, também, muitas vezes como a "Dinda do Povo"?

Raquel: “- Eu amo ser chamada de Dinda... Meu status no Whats App é "Dinda". Quando tu é chamada de dinda, é porque gostam de ti de verdade! Eu sou isso que todo mundo vê, tento ser humilde, simpática; Sou ciumenta com meus ritmistas, mas aprendi a dividí-los quando recebi uma Rainha de bateria. Tento ser a melhor possível com as pessoas de fora, trato os ritmistas de fora muito bem, sempre apresento a Bateria a Diretores e ritmistas de outras escolas,pois são pessoas "essenciais" dentro de uma Agremiação.Acredito que tudo que se conquista é galgado degrau por degrau, independentemente do que tu fizeres numa Escola. Nunca podemos deixar de ter humildade e carisma, as pessoas querem ser bem tratadas, não só em minha casa. Procuro ser e fazer o melhor quando faço uma visita."

Raquel Nunes é uma pessoa mais que pública, está sempre rodeada de amigos, colegas de outras Entidades Carnavalescas, admiradores em geral querendo uma atenção.

Foto: arquivo pessoal

Seguindo a entrevista, a pergunta é: Como te sente ao receber tanto carinho e palavras se incentivo no percurso do Barracão até a entrada na concentração e durante o desfile? Como é ouvir tantos - Vai lá,Raquel...Arrasa!?

Raquel: “- É sensacional, tem um rapaz que me acompanha sempre: Eduardo. Esse ano por ter me vestido foi a Samara Braga. Eu sou sempre a última a sair do Barracão, junto com a bateria, esse ano cheguei na concentração junto com o grito de guerra! Eu dou atenção a todos pelo caminho, levo muito tempo até o portão...Todo mundo me para: -"Quebra tudo... Arrasa... Mostra todo teu samba... Raquel, boa sorte...! Tiro muitas fotos, muitas mesmo. Abraço e beijo a todos que me procuram, para mim é  importante este contato e este carinho; É uma demonstração de amor, e me dá mais força, pois no dia do desfile é muito cansaço, stress, medo que algo aconteça de errado com a bateria, que um carro quebre, que atrapalhe a harmonia. E por mais que se peça proteção, nada é como um toque de pele, um abraço ou uma palavra de incentivo e carinho de quem gosta e torce por ti e pela tua Escola. Não existe NADA melhor do que ter as pessoas perto de ti, tem ensaios na quadra que pouco danço, paro muito atendendo as pessoas com fotos, um aceno, um abraço... Não se deixa ninguém sem uma foto, sem um toque. Não tem que se dançar entre grades, eu sou contra! O público quer te ver, te tocar e te sentir."

S1: Em relação aos teus ritmistas, como é a Raquel Madrinha ?

Raquel: “-Sou fissurada pelos meus ritmistas, agreguei os novos que chegaram com a troca de direção. Eu ligo, mando mensagem de bom dia, desejo uma ótima semana, pergunto como tu estás? Precisa de alguma coisa? Eu tiro de mim sim, para ajudar um ritmista (muito já fui xingada por isso, mas eu faço na medida do possível porque é de mim). Eu estou sempre por perto, vou aos aniversários, churrascos, comprimento pais, filhos, esposas e maridos. Tento sempre estar presente para passar segurança. Quando teve a troca de diretoria, estavam todos tensos, fui ao primeiro ensaio e fiquei parada, afinal era outra levada, fiquei escutando e observando a cadência. Veio um e disse: -Raquel, tu vai dançar, né?, Eu disse: - Sim ... Ele respondeu: - Era o que eu estava esperando de ti! E é isso ... Eles tem que saber que a "Dinda" sempre estará ali, independente de quem estiver a frente... A Sinfônica ,sempre será a Sinfônica!"

S1: O Carnaval tem o poder de nos apresentar sentimentos extremos, fale de sua maior alegria e tristeza durante este teu tempo de trajetória:

Raquel: - " Meu Diretor Brinco nunca gostou de ir a festas de premiações, no ano se 2010 rolou o boato que a Sinfônica seria vencedora do Estandarte de Ouro. Incomodados muito ele e fomos. Saímos de um show e chegando lá estavam anunciando (choros). Lembro-me como se fosse hoje, ele com uma calça vermelha e camisa branca, eu de pé na escada; quando anunciaram Bateria Estandarte de Ouro de 2010: IMPERADORES DO SAMBA... Ele apontou na escada, segurou minha mão (choro) e disse: - "VEM BUSCAR COMIGO!" Quem entregou foi Mestre Nilton, essa foi a cena da minha vida! Comecei a chorar, eu só queria ser Rainha da Escola, nunca pensei chegar a tanto... Foi muita emoção!

Realmente os sentimentos são extremos, o falecimento do Mestre Brinco foi sua maior tristeza. Quando ele faleceu meu mundo caiu, não sabia o que fazer (choro), não sabia se continuava, se queria sair do Carnaval, se eu bebia... Eu não sabia de nada! Eu só sabia que era minha maior tristeza do Carnaval, não perdi um Diretor de Bateria, eu perdi um amigo, um grande irmão, um pai. Um cara muito honesto e sincero.

Neste mesmo ano recebemos junto o TROFÉU GHALIB (Melhor Bateria e Melhor Madrinha), e após receber o da Bateria ele me anunciou e chorando eu disse: - "AONDE TU ESTIVERES EU ESTAREI CONTIGO"... E ele se foi!

S1: Entre tantos sambas na história da Imperadores, qual tu classificas como “O Samba"?

Raquel: - Dentre os anos que estou de Madrinha, o de 2013 no ano na Maquiagem, intitulado “Da magia das cores ao milagre da maquiagem". Mas o melhor samba, nestes 57 anos de existência de Imperadores do Samba é o "Perfume". Esse samba ecoa na quadra, as pessoas enlouquecem, todo mundo quer cantar e sambar... Quem é e quem não é Imperadores canta! Ele demonstra o que somos de verdade! (...) Sou eu, sou quem vai dizer, nesta noite tão bonita o que vai acontecer (...)

S1: Madrinha de Bateria é um cargo que desperta muito interesse. No teu ponto de vista, o que precisa para ser uma boa Madrinha de Bateria?

Raquel: “ - Não precisa de muita coisa, mas uma é primordial e essencial : amor a sua escola e bateria. Quando tu estás na tua Escola de coração, é para te dedicar de coração e ter respeito pelos teus ritmistas... Cumplicidade, carisma, simpatia, não ser arrogante, educação com as pessoas que vão te assistir e com tua bateria.

Estar sempre bem vestida, maquiada e penteada é importante. As pessoas vão a quadra e pagam ingresso, para te ver e aplaudir. Madrinha de Bateria tem que saber tudo de instrumento (porque existe redobrar de terceira, porque a primeira responde a segunda e vice versa, porque os tamborins precisam sempre estar a frente assim como a perfumaria, porque tem que ter um "X" de ganzás para não ultrapassarem os outros instrumentos, porque precisa um número "X" de maracas; assim como repiques, caixas e cuícas. Precisa saber identificar o som de cada instrumento, precisa ajudar a guardar e cuidar de cada instrumento, que é o meio de trabalho de cada ritmista. Estar sempre pronta a cuidar dos ritmistas, assim como nunca se importar de alcançar uma água. Ir aos Ensaios Técnicos é fundamental, tem que ter muita disposição e amor."

Diante de tantos shows feitos pela Escola (mínimo um por semana), dois ensaios técnicos e a Quarta Show, seguido de aulas e trabalho do cotidiano da Madrinha, o cansaço é marca registrada, porém Raquel diz que quando chega perto do grande dia, após um dia intenso e muitas vezes nervoso, existem momentos e sentimentos que fazem superar tudo! Como por exemplo, ir no Bairro Glória, subir uma escadaria de quase 300 degraus, e chegar lá em cima e ver que LUCIANO MAIA a deixará linda para o grande dia com sua Sinfônica!

Nossa entrevistada cita que aprendeu muito com grandes mulheres do Carnaval, e aprendeu a sambar através dos pés de Janaína Maia, muitas firulas com as passistas Vivi Nunes e Cíntia (ambas da Imperadores). É fã de Helena Fernandes, Viviane Rodrigues, Fofa e Kiria Andrade (grande Madrinha que Bambas e Império da Zona Norte já tiveram); se inspira em cada uma, mas com sua identificação. Acredita que tudo vem de uma espera... para ser Madrinha tem que saber esperar e não se oferecer. Sobre ser Madrinha, a Dinda segue dizendo:
“ - Nunca pensei que iria ser Madrinha, e eu sou. Fui escolhida porque soube esperar... Almejar o cargo de Madrinha de Bateria, muitas almejam... Mas conquistá-lo, é difícil!"

Raquel diz que o Carnaval é seu tudo, onde pôde conhecer pessoas especiais que a fizeram crescer. Diz também ter conhecido muita gente que quis o seu mal, mas que tudo é um aprendizado. Perguntamos a ela como seria a Raquel sem a Sinfônica?

Raquel: “- A Dinda não existiria! Eu combino com eles e eles comigo... Eu combino com aquilo ali! (Quanta arrogância a minha... risos)... Eu amo meus ritmistas e tenho respeito por eles. Assim como por Kaubi e Urso e pelo Diretor atual. E meu eterno Mestre Brinco, que foi o "grande cara" que conheci no Carnaval. Espero que a Sinfônica dure mais 500 anos. Que quando eu tiver um filho (a), possa dizer: -"Minha MÃE ,foi madrinha desta Bateria.

Eu tenho orgulho de dizer: EU SOU DINDA DA SINFÔNICA!".

Católica praticante, ela vai a Igreja 02 vezes por semana pedir pelos seus. Agradece a Deus por tudo que ele lhe dá. Acredita em outras religiões, que Alá existe, porém, que o extremismo de qualquer fé faz mal.

Ressalta que tem duas amigas que sempre foram suas tutoras e incentivadoras no quesito religião: Guislaine Pereira e Kizzy Pereira. Hoje, a bela freqüenta a Casa da Nani do Oxalá.

Raquel nos diz o seguinte:

“Acredito muito na minha rica mãe Yansã e que Pai Oxalá me protegem! Tenho muita fé neles. A mãe Nani é uma pessoa muito bonita, que cuida de mim com muito carinho. Pertenço a esta Casa para me proteger, porque no mal eu acredito... Este sempre volta a quem pratica!"

Foto: Marcos Nunes/ Setor 1

Espero que tenham gostado desta entrevista, bate papo e desabafo em forma de declaração de amor pela “Dinda da Sinfônica" RAQUEL NUNES!


EDIÇÃO: Leandro Amarante

Yasmin deixa o pavilhão da Imperadores


A terceira porta bandeira de Imperadores do Samba Yasmin Maravilha desliga-se da escola nesta tarde (21). Yasmin, filha de Zoca, importante ex-mestre sala fez história com seu bailado durante sete anos na escola. No carnaval passado dançou ao lado de Carlinhos Sorriso, que partiu para Bambas da Orgia. Veja a carta de despedida de Yasmin:

O real valor de nossa existência é medido por grandes e difíceis decisões... Hoje, despeço-me da Imperadores do Samba, entidade que iniciei e me presenteou com 7 carnavais inesquecíveis, com a certeza que sempre conduzi e honrei este pavilhão com orgulho, respeito, garbo e... com amor! Mas temos que evoluir e, muitas vezes pode ser doloroso no início, mas temos que ter horizonte, querer mais, buscar mais, aprender todos os dias, para que a conclusão seja satisfatória e reconhecida. Conduzir um pavilhão é uma honra, um sentimento indescritível, ver nos olhos o amor por uma entidade, sentir o calor e o aplauso quando a desfraldamos. Agradeço aos meus mentores todos os ensinamentos e técnicas, meu pai Zoca, meu padrinho Marcelinho, minha “mãe” de coração Fernanda Costa, meu primo Tyka, minha dinda Lilian Pereira, meu padrinho Braúlio Pontes, minha mãe, escudeira fiel, enfim todos que sempre estarão ao meu lado. Na vida nada é definitivo, nada é para sempre, vivemos ciclos, de tempos em tempos precisamos abrir a janela para a entrada de novos ares. Hoje inicio uma nova etapa em minha vida. Yasmin Maravilha

RIO SAMBA: Novidades do Berço do Samba


Acorda humanidade - A União da Ilha do Governador anuncia seu enrede e promete dar um alerta a toda humanidade, uma mensagem sobre o passado, presente e o futuro do planeta que será desenvolvido pelo carnavalesco Severo Luzardo com o tema "Nzara Ndembu - Glória ao senhor tempo".
Beyonce no sambódromo - Que tal desfilar junto a Beyonce, Akon, Chris Brown e até Michael Jackso ? É isso mesmo... A Unida da Tijuca levará para a avenida todos esses astros da musica América a toda sua influencia africana. Com o enredo "Música na alma, inspiração de uma nação" a escola do morro do Borel promete brilhar na avenida e transformar a Sapucaí no maior festival da musica americana.

Índio fazer barulho...
Em 2017 a Sapucaí será referencia na luta em defesa das tribos indígenas, pois em Ramos e em Nilópolis ouviremos o grito do Xingu e o romance do Tabajara. Em Ramos a luta pela resistência da cultura, dos rituais de suas lendas, belezas e povos de tribos distintas do nosso Brasil; em Nilópolis o romance de Martin Soares Moreno e da morena Iracema, o amor do branco europeu e da cultura brasileira. Teremos a honra de saudar e aplaudir dois grandes enredos, autênticos e nacionalistas, além de poético e de luta. O carnavalesco Cahe Rodrigues levara para a avenida o enredo “Xingu, o clamor que vem da floresta”, já Laila e sua comissão de carnaval irão defender “Iracema, a índia dos lábios de mel”. Salve o povo da floresta!
É que a prata vale ouro - Quando tudo parecia desenhado para o carnaval 2017, eis que surge mais uma troca de lideranças. E desta vez a troca foi na Grande Rio, a agremiação desligou o diretor de harmonia Ricardo Fernandes e trouxe diretamente do salgueiro também experiente Dudu Azevedo. Dudu foi desfilante da Grande Rio, e em 2004 ganhou a oportunidade de comandar a escola, onde ficou até 2011 quando se transferiu para o Acadêmicos do Salgueiro. Na vermelho e branco da Tijuca, com a saída de Dudu Azevedo, quem assumiu o posto foi o então diretor de barracão Alexandre Couto. Querido pela comunidade e pela presidente Regina Celi, Alexandre se diz pronto para encarar o desafio, e disposto a aprender dia a dia a nova função.  

Aos novos contratados, boa sorte...


Está escrito - Na noite da última segunda, 21 de junho, foram realizados na Cidade do Samba, os sorteios com a ordem oficial para os desfiles das escolas de samba no carnaval 2017. A festa contou com a presença de personalidades do samba, segmentos, diretores e presidentes de cada agremiação. Com a abertura feita pelo grupo Pique Novo, e sobre o comando de Jorge Perlingeiro, a noite seguiu animada e aconchegante para os sambistas. Com a troca de posição entre Mangueira e São Clemente, Tijuca e Mocidade, a ordem oficial ficou assim, vejam:

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Festival de Bambas da Orgia a todo vapor


Após apresentar seu tema enredo: “Num Piscar de olhos tudo pode acontecer!”, Bambas da Orgia abre as portas para os compositores que estejam interessados em participar do já tradicional festival de sambas de enredo de escola. 

As inscrições podem ser feitas na quadra da escola aos sábados a partir das 15 horas e as quartas-feiras, a partir das 20 horas. O período para as inscrições vai até 23 de Julho.

Segue abaixo todo o material necessário para a inscrição: 









Vem ai o Baile de Entrega do Troféu Udesca


A UDESCA – União dos destaques de carnaval – já tem data e local para a realização de seu já tradicional Baile de Entrega do Troféu Udesca. O evento ocorre no próximo dia 16 de Julho, a partir das 21 horas no Esporte Clube São José, o Zequinha.

Além da entrega dos troféus, a baile fica por conta do Grupo Sem Comentários. O traje para o evento é social, e será proibida a entrada de boné e tênis. Os ingressos já estão a venda na Av.Borges de Medeiros, 2713 em Porto Alegre. Mesa para 4 pessoas custa R$ 100,00. Indicados recebem uma pulseira cortesia.

Veja a seguir os indicados do Grupão e Grupo Especial ao troféu nesta edição: 


GRUPÃO
*COMISSÃO DE FRENTE
COPACABANA
SAMBA PURO
IMPERIO DO SOL
*1ª PORTA ESTANDARTE
PRAIANA - LAURA
SAMBA PURO - CINTIA
FIDALGOS - ANDREIA
*2ª 3ª PORTA ESTANDARTE
SAMBA PURO – SUELEN 
PRAIANA- NATALIA VIGANO 
FIDALGOS- LETICIA
*1ª CASAL DE MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA
PRAIANA- CHULA E PRISCILA
SAMBA PURO- LEANDRO CHUCA E PAULA VERÔNICA
UNIÃO DA TINGA- ALEXANDRE BARBOSA E LUBIANCA
*2ª 3ª.. CASAL DE MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA
SAMBA PURO- HUAN E ROCHELLE
PRAIANA- GABRIELZINHO E FRAN SILVA
REALEZA- JAIR E AMANDA
*1º PASSISTA MASCULINO
PROTEGIDOS – MARCIO OLIVEIRA
SAMBA PURO- CASSIO
FIDALGOS- DINHO
*1ª PASSISTA FEMININO
IMPERIO DO SOL – ISABEL MILANO
SAMBA PURO - CAROL AIRES
UNIÃO DA TINGA – DEYSE CRUZ
*2º 3º PASSISTA MASCULINO
PRAIANA - WELLINGTON LIMA
IMPÉRIO DO SOL- DAVID
(Não houve indicação dos jurados)
*2ª 3ª PASSISTA FEMININO
SAMBA PURO- JÉSSICA
IMPÉRIO DO SOL- DEISE
(Não houve indicação dos jurados)
*INTERPRETE
SAMBA PURO- PAULINHO DURÃO
PRAIANA- ROBINHO
IMPERIO DO SOL- JOEL
*HARMONIA MUSICAL
SAMBA PURO 
PRAIANA
IMPÉRIO DO SOL
*MESTRE DE BATERIA
SAMBA PURO - KRLINHOS
PRAIANA - NENE
UNIÃO DA TINGA - CATATAU
*AUXILIAR DE BATERIA
PRAIANA- JEFERSON CACERES (MANINHO)
SAMBA PURO - FERNANDO
IMPERIO DO SOL- EMERSON SILVA

*MADRINHAS E RAINHAS
UNIDOS DO GUAJUVIRAS- PABLINE
ACADEMIA DE SAMBA PURO- FOFA
UNIDOS DE VILA MAPA- FABIELY


GRUPO ESPECIAL
*COMISSÃO DE FRENTE*
IMPÉRIO DA ZONA NORTE
IMPERATRIZ DONA LEOPOLDINA
IMPERADORES DO SAMBA
*1ª PORTA ESTANDARTE*
UNIÃO DA VILA DO IAPI - REJANE
VILA ISABEL – SILVANA
IMPERATRIZ DONA LEOPOLDINA - MARINA LEITE
*2ª,3ª,4º PORTA ESTANDARTE*
BAMBAS ORGIA - SUELEN
IMPERADORES DO SAMBA - FERNANDA
UNIÃO DA VILA DO IAPI - NATALY
*1ª CASAL DE MESTRE SLA E PORTA BANDEIRA*
IAPI - MARCELINHO E SUELENE
IMPERIO DA ZONA NORTE - CAIO E ANA MARILDA
IMPERADORES DO SAMBA - CESAR AUGUSTO E SIMONE
*2ª,3ª,4º.. CASAL DE MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA*
IAPI - FABIO NICOLETTI E TAMI
BAMBAS DA ORGIA - CARLOS DOS ANJOS E FABIANE
ACADÊMICOS DE GRAVATAÍ - GREGORY E CRIS PEREIRA
*1º PASSISTA MASCULINO*
BAMBA DA ORGIA - ADILSON
IAPI -DI TRINDADE
IMPERADORES DO SAMBA - ANDREZINHO
*1ª PASSISTA FEMININO*
VILA ISABEL - GRAZI
IMPERADORES DO SAMBA - VIVI NUNES
IAPI -TAÍS
*2º, 3º PASSISTA MASCULINO*
IMPERIO DA ZONA NORTE - DIONATAHAN
IMPERADORES DO SAMBA - DADO
IMPERATRIZ - ANDERSON CASTRO.
*2ª,3ª PASSISTA FEMININO*
IMPERIO DA ZONA NORTE – CAROL CAMPOS
IMPERADORES DO SAMBA - THAY
VILA ISABEL – LOUISE SALAZAR.
*INTERPRETE*
RESTINGA - RENAN
BAMBAS DA ORGIA - FABIO ANANIAS
IMPERATRIZ DONA LEOPOLDINA - BELO
*HARMONIA MUSICAL*
BAMBAS DA ORGIA
VILA ISABEL
UNIDOS DO CAPÃO.
*MESTRE DE BATERIA*
RESTINGA - GUTO
IMPERADORES DO SAMBA - URSO
IMPERATRIZ - DOUGLAS BREQUE.
*AUXILIAR DE BATERIA*
IMPERADORES DO SAMBA -KAUBI
IMPERATRIZ DONA LEOPOLDINA- DOUGLAS CARVALHO
IAPI – WILLIAN SANTOS

*MADRINHA/RAINHA*
IMPERADORES DO SAMBA - RAQUEL
IMPERIO DA ZONA NORTE – DEBORA MACEDO
RESTINGA - VIVIANE RODRIGUES